Oscar 2019: pontos fortes e fracos de ‘Pantera Negra’

Indicado em sete diferentes categorias no Oscar 2019, "Pantera Negra" já fez história ao ser a primeira trama de super-heróis a concorrer a Melhor Filme.

Wakanda forever! “Pantera Negra“, uma produção dos estúdios Marvel e da Disney, já fez história ao ser a primeira trama de super-heróis indicada na categoria Melhor Filme no Oscar 2019. Em geral esse tipo de filme é bastante valorizado nas categorias técnicas, e dessa vez não foi diferente – o diretor Ryan Coogler não foi indicado ao prêmio, nem os atores e atrizes do excelente elenco. Já os responsáveis por figurino, mixagem de som e design de produção podem faturar troféus.

Ambientado em um país fictício na África, chamado Wakanda, o filme usa a disputa pela sucessão da liderança da nação e a ganância de estrangeiros por recursos minerais preciosos para falar sobre raça, ancestralidade, colonialismo e política. Um raro blockbuster com elenco majoritariamente negro, “Pantera Negra” foi recebido por público e crítica como um marco no cinema, e, provavelmente por isso, conquistou seu lugar na lista de indicados a melhor filme no Oscar.

Indicações ao Oscar

Melhor filme
Melhor trilha sonora original
Melhor canção original “All the Stars” – Sounwave, Kendrick Lamar, Anthony Tiffith e SZA
Melhor figurino
Melhor design de produção
Melhor edição de som
Melhor mixagem de som

pantera negra indicado ao oscar 2019

Principais prêmios recebidos

BAFTA – Efeitos especiais
SAG Awards – Melhor Elenco e Melhor Elenco de Dublês

 

 

Pontos Fortes

O cinema em Hollywood está mudando e abraçando a diversidade – não espontaneamente, diga-se de passagem, mas depois de muitos protestos como o “Oscars so White”, que marcou a edição de 2016 pedindo mais presença de negros, e o “Time’s Up!”, em 2018, pedindo mais presença de mulheres na premiação.

“Pantera Negra” chegou aos cinemas em fevereiro de 2018 cercado de expectativa, afinal tratava-se de um filme da Marvel/Disney com elenco majoritariamente negro, falando sobre a África, com uma história de luta. E a trama não decepcionou: o diretor Ryan Coogler conseguiu tocar em temas polêmicos e delicados sem abrir mão do entretenimento, item obrigatório em filmes de super-heróis.

O elenco, que conta com veteranos como Angela Basset e Forest Whitaker, e jovens talentos como Chadwick Boseman e Michael B. Jordan, é um dos pontos fortes do filme – funciona bem junto e valoriza também a força feminina, na figura das personagens de Lupita Nyong’o, Danai Gurira e Letitia Wright. Um maravilhoso exemplo de representatividade na telona.

Como todo bom filme de super-heróis, a trama é envolvente e o filme passa “voando”. Entretenimento de primeira.

Pontos fracos

Embora “Pantera Negra” tenha feito história ao ser o primeiro filme de super-herói indicado na categoria principal do Oscar, em comparação com os concorrentes a obra perde um pouco do brilho.

Feita para entreter, a trama segue fórmulas consagradas de franquias da Marvel. A gente sabe que no final vai dar tudo certo (ou que, na pior das hipóteses, vai haver uma continuação para que tudo acabe bem). O roteiro é envolvente, mas não surpreende. Toca em temas importantes, mas ao fim de suas 2h14 de duração, é mais um filme de super-heróis.

Será que leva o Oscar?

Sendo realista, provavelmente “Pantera Negra” não vai faturar o prêmio principal. Os votantes da Academia são um tanto tradicionalistas e têm outros filmes mais “sérios” para escolher, como “A Favorita” e “ROMA”. Mas tem grandes chances nas categorias técnicas, como Figurino e Design de Produção. A canção original “All the Stars” teria chances, não fosse uma certa “Shallow”, que é a absoluta favorita de 2019.

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆