Pagamento MUITO desigual de ator e atriz em filme gera revolta

Mark Wahlberg teria ganhado 1.500 vezes mais do que o de Michelle Williams para as refilmagens de "Todo o Dinheiro do Mundo".

Informações recém divulgadas sobre o pagamento de Mark Wahlberg e Michelle Williams nas refilmagens de “Todo o Dinheiro do Mundo” reacenderam o debate sobre a desigualdade de gênero em Hollywood. Segundo o USA Today, fontes internas da produção do filme revelaram que Mark ganhou 1,5 milhão de dólares para a refilmagem de cenas em que Kevin Spacey foi substituído por Christopher Plummer, enquanto Michelle recebeu apenas mil dólares pelo mesmo trabalho. Ou seja, ele teria ganhado uma quantia 1,5 mil vezes superior à dela.

Para quem não está familiarizado com o processo de refilmagem do longa, a gente explica. Kevin Spacey era um dos protagonistas de “Todo o Dinheiro do Mundo” e a obra já havia sido totalmente filmada quando o ator foi acusado por abuso sexual. Com isso, a produção decidiu substituí-lo e todas as cenas em que ele aparece foram feitas novamente – dessa vez com Christopher Plummer.

Anteriormente, numa entrevista dada também ao USA Today, o diretor Ridley Scott disse que Mark e Michelle não ganharam nada para regravar as cenas, pois ambos – bem como ele mesmo – resolveram abraçar a causa. “Todos fizeram isso sem receber nada”, declarou o cineasta, e acrescentou: “Todos eles vieram de graça. Christopher teve que ser pago. Mas a Michelle não. Eu também não”.

Só que, ao que indica a nova reportagem divulgada nessa terça-feira (9), Michelle recebeu um pagamento simbólico, enquanto Mark embolsou 1,5 milhão. O USA Today diz que os representantes de ambos, e também os do filme, não quiseram se pronunciar.

Vale lembrar que tanto ela quanto ele são protagonistas do longa e Michelle inclusive se destacou mais do que Mark nesse trabalho. Ela foi indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz, junto com Christopher Plummer (Ator Coadjuvante) e Ridley Scott (Diretor). Mark não foi indicado.