‘Pantera Negra’ vira alvo de um boicote racista e muito bizarro

Fake news disseminas pelo Twitter dizem que mulheres brancas estão sendo espancadas por grupos de pessoas negras no cinema.

O ódio e as fake news realmente não têm limites e esse caso envolvendo o filme “Pantera Negra” é a mais recente prova disso. No Twitter, alguns usuários vêm disseminando notícias falsas, alegando que mulheres brancas estão sendo espancados por grupos de pessoas negras nas sessões de cinema do filme.

Neste exemplo aqui, o tuíte diz: “Fui assistir à estreia de ‘Pantera Negra’ hoje e minha esposa foi agredida. Três mulheres negras chegaram perto de nós e uma disse ‘Esse filme não é para putas brancas’ e elas a atacaram. Seguranças nos acompanharam até o estacionamento e nós fomos embora. Nós simplesmente queríamos ver o filme”.

 (Reprodução/Twitter)

Uma série de posts desse tipo foi denunciada pelo Buzzfeed News e a maioria das contas responsáveis por eles já foi deletada. Para descobrir que os relatos de agressão são falsos, bastou pesquisar as imagens em questão no Google. Essa utilizada acima, por exemplo, é da ex-esposa de um funcionário da Casa Branca e foi tirada vários anos atrás.

Já a chocante imagem do tuíte abaixo é de uma moça que foi agredida com uma garrafa em um bar, na Suécia. Outras quatro imagens utilizadas da mesma forma também foram tiradas de notícias diversas para propagar a ideia de que gangues de pessoas negras, movidas pelo ódio racial, estão atacando brancos que querem assistir a “Pantera Negra”.