Quem gostou de ‘Que Horas ela Volta?’ vai amar o novo filme de Regina Casé

"Três Verões", da diretora Sandra Kogut, será exibido durante a 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

 

Regina Casé é uma baita atriz e o novo filme “Três Verões” pode provar isso mais uma vez. Produzido por Sandra Kogut, o filme traz a atriz no papel de Madalena, uma caseira que cuida da mansão de veraneio do casal Edgar (Otávio Müller) e Marta (Gisele Froés). “Três Verões” estreou no TIFF, o festival de cinema de Toronto, e está na programação da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Edgar e Marta estão celebrando as festas de final de ano na casa da praia quando, de repente, tudo desmorona. A história vira de cabeça para baixo porque Edgar é preso na operação Lava-Jato. Mas diferente de outras obras sobre esse assunto, o foco do filme não é o motivo da prisão, mas sim as consequências disso para quem está ao seu redor.

Em uma entrevista ao site ‘AdoroCinema’, a diretora do longa, que também escreveu o roteiro em parceria com Iana Cossoy Paro, declarou que foi exatamente isso que a fez pensar na trama. “O que eu queria realmente era falar sobre o que a gente não via [na Lava-Jato]. A gente só via essas histórias e não as pessoas que estavam em volta delas. Então, começou com a pergunta: o que acontece com essas pessoas que estão em torno desses que são presos? Os empregados, as pessoas que circulam em volta… Como isso os afeta? E, ao fazer essa pergunta para mim mesma, eu fui desenvolvendo e criando o filme”, declarou Sandra. 

Junto com essa sensibilidade diferente para tratar o tema, Regina Casé traz todo o talento dela para fazer um papel muito semelhante ao de ‘Que Horas Ela Volta?’ e que faz do filme ainda mais forte.

Mais do que a semelhança por dar vida novamente a uma mulher doméstica, a afinidade de Madalena com a personagem Val é pela genialidade de debater assuntos importantes com tanta naturalidade e bom humor – que Regina sabe fazer muito bem.

O longa também chama a atenção pelo personagem de Rogério Fróes, que interpreta o Seu Lira. Ainda no trailer, ele divide cenas tocantes com Regina, especialmente por mostrar, junto a atriz, o impacto de ter um filho corrupto.

Surrado pela velhice e uma doença trazida com os anos, ele se questiona constantemente porque conseguiu ensinar tantas pessoas como professor, mas não foi capaz de mudar o próprio filho.

 (IMDb/Reprodução)

O filme foi exibido no Festival de Toronto e também foi nomeado para concorrer a categoria de Melhor Filme no Festival de Cinema de Antália. Quem ficou interessado, vale lembrar que o longa está na programação da 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Dia 19 – Sábado – às 21h

Local: Theatro Municipal de São Paulo

Dia 25 – Sexta – 15h40

Local: Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca

Dia 28 – Segunda – às 15h10

Local: Petra Belas Artes – Sala 1 (Villa Lobos)

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆