Cápsula do chá de 30 ervas é diurética, digestiva e acelera a perda de peso

"A fórmula tirou minha ansiedade, regulou meu intestino e me deu disposição!", conta Mônia Fadel

Cápsula do chá de 30 ervas é diurética, digestiva e acelera a perda de peso

Mônia Fadel mede 1,67 m e foi dos 114 kg para os 70 kg
Fotos: Marcelo Macedo / Arquivo Pessoal

Foi tudo muito rápido. Levei um empurrão, ouvi um estrondo e, quando vi, já estava estatelada no chão. Meu marido e meu filho gargalhavam. Eu estava brincando de guerra de travesseiro com eles, caí em cima da minha cama de casal e a quebrei no meio. Acredita?! “Mas também, né? Olha o tamanho que você tá!”, soltou o Fernando, meu marido, se referindo aos meus 114 kg acumulados durante anos de comilança compulsiva.

Caí no choro. Aquele comentário foi a gota-d’água na minha trajetória de gordinha incorrigível, iniciada aos 9 anos. Eu não aguentava mais aquela vida. Já estava na fase de evitar sair de casa para não ser julgada, sabe? Tinha vergonha de levar meu filho à escola e mandava um office boy pagar minhas contas no banco. Na loja de rações onde trabalho, os clientes se referiam a mim como “a gorda do caixa”. Aos 28 anos, desesperada para sair daquele pesadelo e cansada de insistir em dietas fracassadas, perguntei à minha mãe o que fazer. Ela me respondeu o que era óbvio e só eu não conseguia encarar: “Faz regime, minha filha”.

Cápsula do chá de 30 ervas é diurética, digestiva e acelera a perda de peso

Mônia ficou linda e saiu na capa da revista SOU MAIS EU!
Foto: Reprodução revista SOU MAIS EU!

Vivia escondida e fugia de exame

Meus pais se separaram quando eu tinha 6 anos. Como queria muito ajudar mamãe, que ficou sem pensão, comecei a trabalhar na sorveteria da minha avó, aos 9 anos. Lá era assim: eu servia uma taça e comia duas. Nos churrascos de família, era só o maior pedaço de carne ficar pronto para alguém balançar o espeto no ar e gritar: “Mônia, esse é seu!”.

Comia por ansiedade e até a barriga doer. Aos 17 anos, com 98 kg, passei a sair com as amigas para bailinhos. E aí, para não ser a feia da turma, desejei muito perder peso. Tentei academia, vigilantes e dietas malucas, mas abandonava tudo no meio. Em abril de 2004, aos 20 anos, tomei remédios para emagrecer e perdi 17 kg.

Nessa época, conheci meu marido e, no ano seguinte, já estava casada. Ganhei duas coisas: um filho muito querido e meus 17 kg de volta. Mantive esse peso até 2007, quando cortei minha perna em um acidente. O médico me alertou: meu sangue estava grosso e escuro e eu poderia ter um infarto. Levei 12 pontos e, com medo, fugi de todos os exames que ele pediu (colesterol, triglicérides e coração).

De 2007 a 2010, ultrapassei todos os meus limites. Cheguei aos 114 kg! Tirei os espelhos de casa e esqueci minha vaidade. Pedia para o supermercado entregar minhas compras por vergonha de sair na rua. Levava meu filho e minha mãe ao parquinho e ficava escondida dentro do carro. E achava que meu marido não se importava com o meu peso. A-hã… Isso até ele fazer aquele comentário quando quebrei nossa cama! No dia seguinte, aos prantos e temendo pela minha saúde, decidi que era hora de minha vida mudar.

Para começar, fui à feira e comprei frutas e legumes. Consegui receitas light na internet e montei um cardápio com base nas edições de Sou mais eu! Que eu tinha em casa. Na primeira semana, sofri muito com minha ansiedade. Até que ouvi no rádio o anúncio da cápsula do chá de 30 ervas. Passei a tomar três antes do almoço e três antes do jantar. Aí, minha dieta deslanchou.

O chá tirava a ansiedade, me dava energia e ajudava no funcionamento do intestino. Depois de dois meses de dieta, fui ao médico e fiz todos aqueles exames que eu tinha evitado. Eu estava bem e emagrecendo com saúde!

Passei a me pesar toda segunda- feira. Motivada, abracei minha dieta para não largar mais. No primeiro ano, perdi 30 kg. Resgatei minha autoestima e a vontade de viver, mas ainda queria mais.

Em outubro de 2011, atingi os 70 kg. Isso mesmo: perdi 44 kg! Hoje adoro sair, comprar roupa, me olhar no espelho e fazer amizade onde quer que eu vá. Deixei de vez de ser a “gorda” para virar a “loira do caixa”. Agora meu marido morre de ciúmes de mim e eu, claro, adoro!

Cápsula do chá de 30 ervas é diurética, digestiva e acelera a perda de peso

As cápsulas do chá de 30 ervas combatem a obesidade
Foto: Getty Images

Cápsula acelera perda de peso e desincha

O chá de 30 ervas em cápsulas combate a obesidade de várias maneiras. Entre elas, a nutricionista Roseli Ueno destaca seu efeito diurético, digestivo e regulador do intestino. Mas a especialista ressalta que é preciso reduzir o valor calórico das refeições. Segundo a nutricionista Fernanda Machado Soares, “a cápsula é eficaz na redução de medidas e na perda de peso por acelerar o metabolismo e potencializar a queima calórica”. Além das cápsulas industrializadas, também é possível fazer o composto em farmácias de manipulação. Dos 30 componentes dessa cápsula multiação, a nutricionista Fernanda Machado Soares destaca e explica as propriedades de 22 deles. Confira:

Açaí, alho e gelatina: estimulam a produção de colágeno e reduzem a flacidez.

Psyllium, ameixa, mamão, tamarindo, berinjela, fibra de trigo e linhaça: auxiliam no funcionamento intestinal e na redução da absorção de gorduras.

Abacaxi, laranja, morango e acerola: por serem diuréticos, estimulam a eliminação de toxinas do corpo e combatem o inchaço.

Banana, beterraba, cenoura, guaraná e cacau: dão energia, diminuem o cansaço físico e promovem bem-estar. O guaraná e o cacau também aceleram o metabolismo.

Maçã, maracujá e gergelim: combatem a ansiedade e controlam a compulsão alimentar.

Confira o cardápio de Mônia