Conheça a dieta que privilegia os alimentos crus

Estudos norte-americanos comprovam que o consumo de ingredientes in natura pode ajudar a perder até 6 kg em um mês

Quem segue uma dieta rica em alimentos crus pesa, em média, 12 kg a menos do que quem torce o nariz para essa ideia. A conclusão é de um estudo norte-americano que acabou dando origem à onda da dieta crua, seguida por muitas estrelas de Hollywood, inclusive as celebs brasileiras. Para entender como a proposta funciona, imagine como seria preparar suas refeições sem usar (ou usando bem pouco) o forno, o fogão ou o micro-on­das. “Muitos desistem da dieta por não ter tempo de preparar refeições nutritivas. Mas não há nada mais prático do que comer cru”, explica a nutricionista Yasmin Alaby. 

O mais natural possível

A raw food (róu fud, nome original da dieta, em inglês, que quer dizer comida crua), seguida à risca só permite comer os alimentos do jeito que vêm da natureza. “Saem industrializados e embutidos e entram apenas alimentos crus, de preferência orgânicos, germinados, desidratados ou fermentados”, diz Yasmin. Em algumas refeições aparecem alimentos cozidos. O segredo é usar vapor sempre que possível e deixar os grãos de molho para que não demorem a amolecer. Prefira a panela de pressão: como cozinha tudo mais rápido, a perda de nutrientes é menor.

Por que essa dieta funciona?

Vegetais, frutas e grãos integrais são a base de qualquer plano saudável, pois contêm muitos nutrientes e fibras. Além disso, alimentos crus estimulam a mastigação, diminuem a fome e dão saciedade. “A perda de peso é maior também, porque a alimentação é menos calórica. Essa dieta ainda previne doenças cardiovasculares, reduz o colesterol, o diabetes e auxilia na prevenção do câncer”, explica a nutricionista.

Existe algum tipo de restrição?

O consumo de alimentos in natura é sempre melhor do que o de produtos industrializados, mas essa dieta não é para todo mundo. “É preciso ver se a pessoa tem deficiência de nutrientes presentes na carne vermelha, por exemplo, que é mais difícil de ser consumida crua”, alerta Yasmin. Além disso, se você decidir seguir essa dieta por mais de 30 dias, o ideal é contar com acompanhamento nutricional, combinado?

O cardápio é fácil de preparar e de seguir:

DIA 1

Café da manhã

  • 1 copo de água em jejum
  • 1 banana nanica e 1/2 mamão papaia picados com 1 colher (chá) de linhaça, 1 colher (chá) de chia, 1 colher (café) de gergelim

Lanche da manhã

  • 1 maçã e 2 nozes

Almoço

  • Salada feita com 1/2 pepino, 1 tomate, 4 folhas de alface americana, ½ cebola picada e 4 castanhas de caju. Tempere com salsinha, orégano, 1 colher (chá) de azeite e pimenta-do-reino
  • 100 g de salmão cru
  • 1 pera

Lanche da tarde

  • 1 banana amassada com canela

Jantar

  • Salada feita de alface, 5 tomates-cereja, 3 colheres (sopa) de cenoura ralada. Tempere com 1 colher (sobremesa) de molho de mostarda, limão e mel
  • 1 hambúguer de lentilha (amasse com um garfo ½ xícara (chá) de lentilha cozida e misture com 1 cebola ralada, 1 1/2 xícara (chá) de aveia, 1/3 de xícara (chá) de castanha-do-pará triturada e sal. Molde o hambúrguer e grelhe)

Ceia

1 fatia de melão

DIA 2

Café da manhã

  • 1 copo de água em jejum
  • 200 g de polpa de açaí, 1 banana, 1 colher (sopa) de flocos de milho, 1 colher (chá) de semente de girassol e 2 castanhas-do-pará batidos

Lanche da manhã

  • 1 fatia de melancia

Almoço

  • 2 colheres (sopa) de abobrinha ralada e 3 ramos de brócolis cozidos no vapor (deixe-os al dente) e 1 colher (sopa) de quinua cozida. Tudo temperado com 1 colher (chá) de azeite extravirgem, cebolinha e 1 pitada de sal
  • 100 g de peixe branco selado na frigideira

Lanche da tarde

  • 10 uvas pequenas

Jantar

  • Mix de folhas verdes, com 5 tomates-cereja, 2 colheres (sopa) de cenoura ralada, 1 colher (sopa) de broto de alfafa e 1/2 manga. Tempere com 2 colheres (sopa) de maionese light e 1 colher (chá) de linhaça

Ceia

  • 1 fatia de abacaxi

DIA 3

Café da manhã

  • 1 copo de água em jejum
  • Bata no liquidificador: 2 fatias de abacaxi, folhas de hortelã, lascas de gengibre, 1 colher (chá) de chia, 1 castanha-do-pará e 1 folha de rúcula

Lanche da manhã

  • 1 ameixa seca, 1 noz, 2 castanhas de caju e 1 damasco

Almoço

  • 1 prato de alface e repolho verdes e roxos, 1 tomate médio, 2 colheres (sopa) de ervilha fresca cozida no vapor. Tempere com suco de ½ maracujá e sal a gosto
  • 80 g de salmão grelhado

Lanche da tarde

  • 1/2 abacate pequeno batido com 1 colher (chá) de cacau em pó e 1 colher (chá) de mel

Jantar

  • 1 prato de sobremesa de berinjela, cebola, tomate e pimentão cozidos (al dente) com 1 fio de óleo de girassol
  • 80 g de atum grelhado

Ceia

  • 1 laranja

O cardápio acima é apenas uma sugestão. O plano alimentar deve ser individualizado e é essencial consultar um profissional. Vale lembrar ainda que a perda de peso varia de acordo com o organismo de cada um.