Controle a fome noturna e emagreça

Você come à noite vendo televisão ou acorda de madrugada para atacar a geladeira? Veja como se livrar desses péssimos hábitos

Foto: Dreamstime

Você sempre tem vontade de comer loucamente à noite? Às vezes, por ansiedade, atacamos a geladeira sem pensar duas vezes. Em alguns casos, a coisa pode ficar séria e até virar um problema de saúde, conhecido como a síndrome da fome noturna, um distúrbio alimentar que atinge dois em cada 10 brasileiros.

Veja as dicas de Claudia Chang, endocrinologista e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia para controlar os impulsos da calada da noite.

7 passos para vencer essa batalha!

1) Tome um bom café da manhã diariamente.

2) Coma seis vezes por dia: café da manhã, lanche, almoço, lanche, jantar e ceia.

3) Procure se alimentar em horários regulares.

4) Prefira produtos integrais, principalmente à noite.

5) Coma lentamente e longe da TV ou do computador, especialmente no jantar.

6) Evite café e refrigerante depois das 18h.

7) Tenha sempre frutas lavadas e geladinhas para beliscar quando bater aquela vontade de mastigar algo diante da TV.
 

O dia acaba e o apetite aumenta

Sofrer de fome noturna é diferente de ter vontade de saborear um bombom na hora da novela. Quem tem o problema chega a consumir, na calada da noite, 25% das calorias que já havia ingerido em todas as refeições do dia.

É como se depois do jantar você ainda comesse o equivalente a um prato de macarrão ao sugo e mais um tablete de chocolate. Como à noite o gasto de energia é menor, as calorias em excesso viram pneuzinhos. O ideal é fracionar as refeições e preferir alimentos mais leves no fim do dia. Lembre-se do ditado: “Tomar um café de rainha, almoçar como uma princesa e jantar feito plebeia”.

Quais os prejuízos para a saúde?

“O principal problema de comer em excesso à noite está relacionado à obesidade e suas complicações, como pressão alta, diabetes e alteração de colesterol”, afirma Claudia Chang. Mandar ver em alimentos muito pesados e ir para a cama a seguir também pode prejudicar o sono. O ideal é fazer um intervalo de duas horas entre a última refeição e a hora de dormir.