Vida de vegetariano: as 5 dúvidas mais comuns de quem pretende parar de comer carne

Descubra que é possível cortar a carne do cardápio e como manter a saúde em dia na nova condição

Foto: Getty Images

Cortar a carne da alimentação já é opção de 9% dos brasileiros, de acordo com o Ibope. Mas tornar-se vegetariana não é sinônimo de vida saudável: tudo depende de quais alimentos você vai consumir para substituir os nutrientes da carne. É preciso se informar para selecionar sempre alimentos ricos em ferro, cálcio, zinco e ômega 3. Mas se, além da carne, também quiser cortar ovos e leite (e se tornar vegetariana vegana), vai precisar da ajuda de um especialista.

Vou engordar?

Se substituir a carne pelos alimentos errados, sim. A promotora de eventos Cinthya Macchia, 23 anos, passou a sentir mais fome e, nos intervalos das refeições, atacava batatas fritas e biscoitos. Engordou 3 quilos, mesmo malhando diariamente. Com um nutricionista, aprendeu a buscar novas fontes proteicas em alimentos como feijão, castanhas e bolinhos de soja e assim emagreceu.

Terei uma vida super saudavel?

Depende do que você comia. Se a nova dieta levá-la a consumir mais legumes, verduras e frutas que antes, ótimo. Por outro lado, é mais fácil equilibrar os nutrientes do cardápio comendo carne, que fornece uma boa dose de proteínas e de ferro. Sem falar que o vegetarianismo não restringe açúcares e gorduras.

Serei antissocial?

Não! Seja firme e não tenha medo de ofender. A última vez em que a bióloga Karina Schulz, 26 anos, comeu carne para agradar alguém foi no Natal. “Meu ex-sogro estava todo feliz com o pernil que fez.” Se recusar vai causar saia justa, vale uma mentirinha social: ninguém vai obrigá-la a comer algo que lhe provoca intolerância.

Corro risco de ficar doente?

A maior baixa provocada pela ausência de carne é a do ferro. Se não for consumido nas quantidades mínimas (10 mg por dia), pode provocar anemia, com sintomas como palidez, fraqueza e até desmaios. Natália Barbosa, 22 anos, precisou incluir novamente o frango em sua dieta, combinado a outras fontes de proteína e ferro para combater o problema.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s