A casa da blogueira Bia Perotti tem o mesmo estilo das roupas do seu closet

Apaixonada por moda e dona de um site sobre o assunto, Bia Perotti levou seu jeito de vestir para a decoração de sua casa e acabou virando referência também nesse assunto

Uma coleção de máquinas fotográficas, uma parede recheada de quadrinhos e espelhos, fotos em formato polaroide expostas em diferente lugares, uma série de imagens que remetem à pintora Frida Khalo, borboletas, abajur em formato de abacaxi, desenhos de pássaros e muito mais. Na casa da blogueira de moda Bia Perotti, 30 anos, a decoração mora nos detalhes. Ela vive há um ano e meio em um apartamento de 90 m2 na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo, com o irmão mais novo, Ricardo, 28.

Mas a disposição dos objetos no endereço, assim como o projeto de reforma, é obra de Bia. Quando achou o espaço, localizado em um prédio antigo, ele precisava de uma boa repaginada. A primeira providência foi delinear uma planta mais moderna. Cozinha e salas foram integradas e um lavabo e um closet (para ela) foram criados. Em seguida a essa intervenção, ganhou forma a primeira ideia fixa que Bia tinha: uma parede de tijolos aparentes na sala de estar. “Sempre soube que queria isso. É uma das principais referências que aparecem nas imagens que guardo em uma pastinha com sugestões de decoração no Pinterest (rede social que possibilita o compartilhamento de fotos)”, conta. A princípio, a parede seria de tijolos naturais, alaranjados.

Quando finalizada, porém, Bia avaliou que esse tom não ficava bem com o do piso, de madeira, e acabou pintando-a de branco. Assim, a casa inteira tornou-se quase uma tela neutra a ser preenchida com cores, estampas, texturas e miudezas, como as descritas no início do texto. Quem acompanha seu trabalho pelo perfil no Instagram (@biaperotti) e pelo site Osachados.com.br, um misto de blog de moda e lifestyle com e-commerce, sabe que o jeito de vestir de Bia tem um clima boho e romântico – ela adora tricôs, pantalonas, vestidos longos, rendas, bordados e tudo o que tenha aspecto artesanal.

E é fácil enxergar que seu apartamento, feito com ideias que remetem a esses estilos, é praticamente uma extensão de seu guarda-roupa. Já ao sair do elevador é possível entender o que está por vir. Na parede amarela do hall, fica um quadro pintado por sua mãe, a artista plástica Ana Perotti, com retratos da pintora mexicana Frida Kahlo inspirados no trabalho da artista australiana Emma Gale. Frida é uma das musas de vida e estilo de Bia e a composição de destaque criada no ambiente traduz um pouco do espírito vivo da casa, também cheia de referências à ligação que a blogueira tem com a família.

“Meus pais são grandes influências para mim e faço questão de ter por perto coisas que me fazem lembrar deles”, afirma.

Um dos exemplos mais claros disso é a escolha por ter sempre uma orquídea chocolate na sala de estar, pois essa é a flor que seu pai costuma dar de presente a sua mãe em datas especiais, desde o início do namoro dos dois.

“Essa planta conta a história deles e, consequentemente, a minha”, explica a blogueira.

Além de presenteá-la com o quadro de Frida, a mãe ainda teve papel ativo na escolha de importantes itens do apartamento. Foi ela que achou o sofá, a cabeceira da cama, de madeira e palhinha, os lustres do quarto, do corredor e da sala e um gaveteiro que serve de cômoda. Todos esses objetos foram aquisições feitas em antiquários, outro gosto dos pais da blogueira que ela acabou herdando. “Desde criança, os vejo saindo de São José dos Campos, no interior paulista, onde morei quando mais nova, para vir a São Paulo visitar antiquários. Vem daí a atenção para o vintage”, relembra.

Uma de suas tias, Marisa Sacarpellini, artista plástica como sua mãe, também contribuiu com a decoração: o carrinho de chá antigo que Bia transformou em bar e colocou na entrada da cozinha era uma peça dela e o quadro espelhado que fica em seu quarto, acima de uma mesa lateral usada como criado-mudo e com uma reprodução dos traços do pintor checo Alphonse Mucha, é um de seus trabalhos. Conhecido por ser um dos mais importantes nomes do movimento art nouveau, Mucha tem uma obra repleta de figuras femininas – algo que orna bem com a personalidade de Bia. Mais um espelho com uma criação dele está na sala, próximo a uma barra de balé que ganhou do pai e onde ensaia, vez ou outra, alguns passos da dança, que pratica desde os 4 anos.

Formada em administração de empresas, ela se encontrou profissionalmente no mundo dos blogs de moda, virou nome respeitado no métier e, mais recentemente, depois de ter vivido a experiência de montar sua casa, passou a receber convites para desenvolver peças e coleções que imprimem seu estilo no campo do décor. “No meu site, o segundo tema mais buscado é decoração. Isso aconteceu porque passei a divulgar nas minhas redes algumas fotos do meu apartamento”, relata.

A primeira cocriação veio no ano passado, com a ShopKola, e foi uma série de quase 30 estampas de pássaros para papéis de parede comercializados pela marca. Em seguida, deu vida a itens para a Mercatto Casa, entre os quais chamam a atenção pequenos quadros pontuados por borboletas. Mais recentemente, desenvolveu desenhos florais e com elementos tipicamente art nouveau para uma linha da My Gipsy Bossa, de móveis como mesas laterais e carrinhos de bar.

Esses trabalhos aparecem, naturalmente, em sua casa. Na parede de tijolos da sala de estar, por exemplo, fica um quadrinho com as borboletas (dispostas sobre uma foto de Frida). Na divisão entre a sala e a cozinha, ela colocou um biombo da My Gipsy Bossa. Em breve, é possível que inclua no décor uma prancha de surfe ou mais um violão, que fazem parte de sua última coleção para a marca. Seja o que for, a nova peça apenas ajudará a reafirmar um estilo bem definido e repleto de misturas que só quem entende sabe fazer.

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆