Benefícios dos florais para seu bem-estar

Os florais ajudam a equilibrar as emoções e a suavizar os males físicos. Descubra como usar essas preciosas gotinhas a seu favor

A energia das flores é o que explica tantos benefícios
Foto: Dreamstime

Os florais são medicamentos líquidos preparados com a essência de flores silvestres indicados para reduzir a ansiedade, acabar com a insônia, superar traumas, elevar a autoestima – só para citar alguns exemplos. “Os florais clareiam os nossos pensamentos, revigoram as emoções e nos fortalecem espiritualmente”, garante a terapeuta floral Cynthia Accioly Abu Assef, de São Paulo.

A energia das flores é o que explica tantos benefícios. Durante a infusão da planta na água – processo de preparação do floral -, o líquido absorve a vibração daquela espécie. “Além de reorganizar as ondas cerebrais, os florais promovem bem-estar já a partir do primeiro dia de uso”, conta a terapeuta Luciane Gerodetti, de São Paulo.

As gotinhas funcionam tanto para solucionar uma questão momentânea (como encarar um novo desafio profissional) quanto para um tratamento mais longo, que envolve uma transformação de vida. Cansaço, timidez, insônia, falta de concentração e hiperatividade infantil são alguns dos problemas que podem ser resolvidos. “O uso dos florais nos ajuda a descobrir um propósito de vida, a atrair relacionamentos mais saudáveis e a despertar a alegria e a disposição”, diz Cynthia.

Como são feitos

A composição clássica dos florais é 70% água, 30% brandy (conhaque) e duas gotinhas de essência, que podem combinar até seis tipos de flores diferentes, no máximo. “A bebida conserva as propriedades do floral por até três meses. Quando há intolerância ao álcool, ou no caso de crianças e animais, ele é substituído por glicerina ou água pura”, diz Luciane Gerodetti.

Conservadas em água, a validade das essências cai para uma semana. A terapeuta aconselha a não guardar os florais diluídos em água na geladeira, pois a baixa temperatura “rouba” a energia do medicamento. O melhor é colocá-los em um lugar fresco, longe do sol e de aparelhos eletrônicos.

Modo de usar

A dosagem dos florais, assim como a duração do tratamento, varia de acordo com as necessidades do paciente. “De um modo geral, a recomendação é pingar quatro gotas embaixo da língua, quatro vezes ao dia. Também é possível diluir o líquido em água ou suco de frutas”, diz Luciana Chammas.

O preço do medicamento, facilmente encontrado em farmácias de manipulação e homeopatia, varia em função do número de essências utilizadas. “Não é preciso receita médica, mas para descobrir quais essências são perfeitas para você, consulte um terapeuta especializado. Assim que o resultado for alcançado, basta suspender o uso”, orienta Luciana.

Desabroche!

 
Conheça algumas espécies mais adequadas para cada emoção:
 
Alecrim: combate sentimentos de depressão e ativa o perdão

Babosa: traz foco e afasta as preocupações

Girassol: eleva a autoestima e fortalece as qualidades da personalidade

Hibisco: concretiza projetos pessoais e familiares e libera desejos reprimidos

Hortênsia: aumenta a capacidade de raciocínio e diminui a autocrítica

Orquídea: estimula a intuição e promove maior sensibilidade
 

Os quatro “erres” da cura

 
Os florais agem em quatro etapas. Se os problemas são momentâneos, é possível encerrar o tratamento já no segundo estágio. Para os mais profundos, é preciso encarar os quatro passos.

Relaxamento

Sensação quase imediata de calma e vigor. O mal-estar é amenizado logo no primeiro dia de uso.

Reconhecimento

Os sintomas começam a melhorar, os pensamentos clareiam e a coragem para enfrentar a dor e a frustração começa a surgir.

Resistência

Esta fase, que ocorre em tratamentos mais longos, desperta lembranças amargas. Mas não desista! Você está quase chegando ao seu objetivo.

Renovação

Fortalecida, você adotará atitudes e hábitos positivos. A esperança se reacende dentro de você.