Black Friday: Procon-SP divulga 188 lojas online para evitar

Com promoções aparecendo em todos os lugares, é melhor ficar de olho onde você compra.

Adaptada dos Estados Unidos, a chamada Black Friday caiu no gosto dos consumidores brasileiros. Inicialmente, as promoções de marcas de todos os segmentos – de SPAs à eletrodomésticos – não eram muito atraentes e muita gente apelidou o dia de black fraude.

Ainda assim, existem boas opções para quem quer economizar nos presentes de Natal, equipar o apartamento ou simplesmente dar aquele tapa no armário. E a principal vantagem é poder fazer isso no conforto do seu lar, à um clique de distância.

No entanto, é preciso ficar duas vezes mais atenta às tentações que aparecem na sua timeline ou e-mail: muitos e-commerces podem trazer mais dor de cabeça que praticidade.

Pensando nisso, o Procon-SP liberou uma listona com 188 lojas online que já receberam reclamações, foram notificadas e não responderam ou não foram encontradas. Algumas delas estão, inclusive, com sites fora do ar.

Confira alguma delas:

lista-de-lojas-procon-sp

 (Procon-SP/Reprodução)

lista-de-lojas-procon-sp

 (Procon-SP/Reprodução)

lista-de-lojas-procon-sp

 (Procon-SP/Reprodução)

No site do Procon, você encontra a lista completa, com CNPJ/CPF e se estão funcionando ou não. Você pode, ainda, procurar o nome da marca no Reclame Aqui para ver se não core riscos comprando por lá.

Veja também