Brasileira está prestes a completar um ano sem produzir lixo

Cristal Muniz, de 24 anos, decidiu reduzir seu impacto no planeta e conta toda sua experiência num blog

Um ano sem produzir nada de lixo. Ou, pelo menos, causando o menor impacto possível na natureza com resíduos. Este é o objetivo que a designer Cristal Muniz, de 24 anos, quer atingir até o final de 2015.

Inspirada na blogueira nova-iorquina Lauren Singer, criadora do site Trash is for Tossers, que há dois anos produz uma quantidade mínima de lixo, Cristal decidiu adaptar o desafio para a sua vida e contar a ideia no blog Um Ano sem Lixo.

“Como eu me conheço, acho que eu não teria tanta dedicação a esse projeto sem um blog e uma ‘obrigação pública’ de fazer isso. E também pensei que seria legal ter um blog de uma brasileira pra desmistificar e mostrar que também podemos. Vi que teria que fazer uma transição aos poucos e que contar isso seria igualmente legal”, explica.

Ela esclarece que sua proposta de zero-lixo significa que ou a embalagem do produto usado é 100% reciclável ou pode ir para a composteira. Além disso, ela busca alternativas que não utilizem embalagens nos produtos que consumimos no dia a dia, sejam naturais, de empresas responsáveis ou ainda veganos. Em seu blog, ela já deu diversas receitas de como adaptar-se ao lixo zero, incluindo creme hidratante caseiro e desinfetante.

Cristal Muniz Cristal Muniz

Cristal Muniz (/)

Se é difícil? Lógico que é. Se pararmos para pensar e prestar atenção no tanto de lixo que geramos diariamente, a consciência certamente vai pesar. “Para não produzir lixo você precisa estar sempre preparado de alguma forma: ter um guardanapo, talheres, copo, sacola, etc na bolsa. Caso você tenha esquecido alguma coisa e precise comer fora, vai reduzir as possibilidades aos lugares que não dão coisas descartáveis com a comida”, conta Cristal.

Cristal Muniz Cristal Muniz

Cristal Muniz (/)

A principal dificuldade de Cristal é o papel higiênico, que sim, também é um resíduo que acaba sendo descartado de maneira errada na nossa coleta de lixo. “O papel higiênico eu ainda uso e ele vai pro aterro sanitário (o melhor jeito de se desfazer dele seria pelo vaso, mas não temos encanamento adequado, papel que se dissolva rápido e tratamento de esgoto em todas as casas), então estou planejando parar de usar, colocar uma ducha e usar toalhinhas para secar. Medicamentos e camisinha são inevitáveis e imprescindíveis”.

Há quem possa dizer que Cristal é radical ou está tentando alcançar o impossível, mas a sua ideia é bem clara e realizável. Reduzir, reutilizar e reciclar. Os famosos 3 R, lembra?! “Reciclar é o primeiro passo, mas não devemos ter como meta reciclar mais coisas e sim produzir menos lixo – reciclável ou não”.

Os benefícios para a natureza e para o planeta com a adoção de atitudes mais sustentáveis e menos impactantes são enormes, mas Cristal cita ainda os benefícios pessoais, que atingem diretamente quem desenvolve uma nova postura. Segundo ela, a consciência fica mais tranquila, a economia financeira aumenta com a produção de produtos caseiros, come-se menos e melhor, e a autoestima também sobe.  

Quer fazer a sua parte também? Cristal dá uma dica principal: comece. Além disso, ela cita outros cinco conselhos baseada no blog de Bea Johnson, francesa autora do Zero Waste Home:

  1. Recuse o que você não precisa (amostras grátis, brindes, papel de 2ª via de cartão, guardanapos, compras que você não precisa realmente)
  2. Reduza. Olhe cada coisa na sua casa, cada coisinha mesmo e avalie se você ainda usa ou se pode doar. A partir daí, só compre o que for necessário.
  3. Reutilize. Troque descartáveis por reutilizáveis, como guardanapo de pano, sacolas de pano, talheres, copo de vidro/metal. Nas compras, use potes de vidro ou saquinhos de pano para produtos a granel e vegetais.
  4. Recicle. Se, mesmo depois dos passos anteriores reciclar for preciso, conheça como funciona a coleta na sua cidade e no seu prédio. Se for preciso, leve até algum ponto de coleta.
  5. Composte. Para todo o lixo orgânico de restos e cascas de frutas, tenha uma composteira. Em casas dá para usar um buraco no terreno; em apartamentos, um minhocário é o ideal.

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆