Campanha brasileira contra o racismo é premiada na França

A ação intitulada “Espelhos do Racismo” venceu quatro prêmios no festival Cannes Lions.

Ofensas na internet têm consequências reais na vida de milhares de pessoas, mesmo quando o ataque não é direcionado. No caso do racismo, declarações discriminatórias podem inclusive ser punidas judicialmente e, mesmo assim, milhares de posts e comentários ofensivos inundam as redes sociais todos os dias.

Volta e meia surgem ofenças pontuais a celebridades, como Maju Coutinho e Taís Araújo, e é aí que muita gente se espanta em saber que esse tipo de coisa ainda existe. Só que a população negra é atacada todos os dias na internet e isso é gravíssimo!

Afim de escancarar esse problema e conscientizar as pessoas, a ONG Criola e a agência W3haus desenvolveram a campanha “Espelhos do racismo”, ação que foi premiada no Cannes Lions, o festival de publicidade mais importante do mundo.

Ao todo, a campanha faturou quatro prêmios: prata na categoria Cyber e bronze nas categorias Outdoor, PR e Creative Data. 

Vimeo/BossaNovaFilms Vimeo/BossaNovaFilms

A ideia nasceu em julho de 2015, motivada pelo caso da jornalista Maju Coutinho, que sofreu ataques racistas na página do Jornal Nacional, através do Facebook. O primeiro passo foi mapear diversos comentários ofensivos, localizando as cidades onde seus autores moravam. A partir disso, foi possível transformar esses ataques virtuais em outdoors e as imagens foram instaladas nas principais ruas e avenidas dos municípios em questão.

racismovirtual.com.br racismovirtual.com.br

“Não é possível ignorar esses ataques e achar que não haverá consequências para os ofensores. A campanha visa expor essas situações e fazer com que a sociedade se posicione contra esse retrocesso”, diz Jurema Werneck, fundadora da ONG Criola. As cidades que receberam a campanha de outdoors foram: Americana/SP, Feira de Santana/BA, Recife/PE, Vila Velha/ES, Rio de Janeiro/RJ e Porto Alegre/RS. 

racismovirtual.com.br racismovirtual.com.br

A ação conta ainda com um site bilíngue, além de um vídeo que reuniu depoimentos de mulheres negras e o pedido de desculpas de um dos agressores. Morador de Vila Velha/ES, o homem identificado apenas como Lucas, disse que reconheceu seu comentário no outdoor e, arrependido, decidiu entrar em contato com a ONG Criola.

Ao final do vídeo, o encontro entre ele e a cantora Indy Naíse – que encerra a peça com a maravilhosa música “Ancestralidade” – é emocionante. Dá o play para conferir o resultado dessa campanha maravilhosa:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s