Como adotar resoluções de ano novo que você vai conseguir cumprir

Chega dezembro e você percebe que não cumpriu suas resoluções ao longo do ano? A situação é comum - só 21% das pessoas conseguem cumprir suas metas. Se você não quer fracassar novamente em 2014, veja como adotar resoluções que você vai cumprir.

Elabore um plano de ação com metas mensuráveis.
Foto: Getty Images

O ano novo se aproxima e muita gente aproveita o clima de renovação para se propor a realizar mudanças na própria vida. Mas uma pesquisa da Isma-BR (International Stress Management Association) mostrou que um terço das resoluções de ano novo dura quase tanto quanto as sobras da ceia de réveillon. De acordo com a Isma-BR, 33% das pessoas desistem na primeira semana, 46% no primeiro mês e apenas 21% conseguem cumprir suas metas.

As razões do fracasso, na maior parte das vezes, estão nas próprias resoluções, muito vagas e pouco realistas. “As pessoas precisam ser claras com relação ao que elas querem mudar”, afirma a psicóloga Ana Maria Rossi, de Porto Alegre (RS). “E as metas devem ser importantes para você, e não para os outros”, ela completa.

Para o especialista em gerenciamento de tempo Christian Barbosa, outro motivo para as desistências é o tamanho da lista. “Quanto maior a quantidade de resoluções, menor o foco e a possibilidade de concretização. O ideal é fazer uma lista pequena, com apenas três metas para o ano todo”.

Para não perder tempo com objetivos que você vai acabar não alcançando, veja, a seguir, as características de uma boa resolução de ano novo.
 

Tenha objetivos claros, específicos e realistas

“Não adianta dizer ‘quero emagrecer’ ou ‘quero ser mais feliz’ em 2014. Antes você precisa determinar quantos quilos deseja perder e o que você precisa para ser mais feliz”, diz Ana Maria. Perder peso, aliás, é a resolução mais citada na pesquisa da Isma-BR, por 59% das pessoas, seguida por parar de fumar (56%), praticar atividade física regularmente (53%) e controlar gastos (48%). E elas têm mesmo tudo para serem abandonadas logo se você não criar metas mensuráveis e – muito importante! – realistas. Querer emagrecer 10 quilos antes do verão, que começa em poucos dias, por exemplo, só vai trazer frustração.
 

Monte um plano de ação

“Metas que definem claramente o que fazer e quando são mais fáceis de acompanhar e geram mais motivação”, afirma o especialista em gerenciamento de projetos Augusto Campos, de Florianópolis (SC). Elabore um plano de ação e crie compromissos. Determine, por exemplo, que você vai correr 45 minutos por dia, ao menos duas vezes por semana. Ou jantar refeições leves no mínimo quatro vezes semanais. Para ajudar na organização, use uma agenda, um caderninho ou até um aplicativo. “O indispensável é escolher uma ferramenta que você saiba usar e especificar ao menos dez atividades”, orienta Christian.
 

Reavalie o plano periodicamente

“Não adianta ter uma meta e só avaliar se deu certo no final do ano. Reserve um dia por mês para verificar o andamento das metas”, recomenda Christian. Isso não significa que você precisa ser inflexível. Se for necessário fazer ajustes e alterar o planejamento no meio do caminho, faça sem medo. Para Ana Maria, a flexibilidade também vale para não jogar a resolução para o alto por causa de um desvio de percurso. “Não precisa devorar a torta inteira e abandonar a dieta só porque você comeu um pedaço de torta que não estava previsto. Compense aumentando o tempo na academia no dia seguinte e fazendo refeições mais leves por alguns dias”, ela fala.
 

Aprenda com os fracassos

Quem resolve parar de fumar, perder peso e sair do sedentarismo fracassa, em média, quatro vezes antes de conseguir, de acordo com a Isma-BR. O número mostra o quanto mudanças de hábito são difíceis e exigem disciplina. Por outro lado, o fato de você já ter tentado cumprir uma resolução mais de uma vez e não ter conseguido tem uma vantagem. Quando uma resolução fracassa, é possível avaliar o que deu errado e não cometer os mesmos erros. No caso do tabagismo, por exemplo, pode ser que você tenha falhado porque precisa as ajuda de grupos de apoio para conseguir largar o cigarro.

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆