Como ajudar as vítimas do incêndio no prédio do centro de São Paulo

Veja algumas iniciativas que buscam ajudar as vítimas da tragédia que afetou mais de 250 pessoas no centro de São Paulo.

Cerca de 250 pessoas vivam no prédio de 24 andares que desabou no centro de São Paulo na madrugada desta terça-feira (1º). Ainda não há divulgação do número de mortos e feridos, mas as pessoas que viviam na ocupação do prédio agora estão desabrigadas e são as principais vítimas desta tragédia.

A Cruz Vermelha Brasileira de São Paulo foi acionada pela Defesa Civil e está coletando doações. Saiba onde e o que doar.

Cruz Vermelha Brasileira de São Paulo

A organização Cruz Vermelha está coletando água, roupas novas ou em bom estado, alimentos não perecíveis com prazo de validade superior a 30 dias, itens de higiene pessoal e limpeza, cobertores, sapatos e brinquedos para as vítimas da tragédia. 

As doações podem ser feitas na Av. Moreira Guimarães, 699, próximo ao aeroporto de Congonhas, onde haverá triagem e posterior distribuição às famílias. 

Fatiado Discos

A loja de discos da zona oeste está coletando roupas (adulto e infantil), cobertores, colchonetes, fraldas, absorventes e alimentos não perecíveis, prioritariamente. Basta levar na Avenida Alfonso Bovero, 382, das 12h às 22h, que os responsáveis pela loja vão encaminhar para os desabrigados.

Mais duas ocupações estão recebendo doações, fazendo triagem e levando até as vítimas:

Ocupação Mauá 
Rua Mauá, 340, Centro

Ocupação Luana Barbosa  
Rua Dr. Augusto Miranda, 22, Vila Pompéia