Cristiane, da Seleção, faz desabafo sobre o descaso com o futebol feminino

A jogadora fez uma postagem no Instagram sobre a falta de apoio com a modalidade feminina no Brasil.

Na mesma semana em que as jogadoras do Santos tiveram que dormir no saguão de um hotel para conseguir disputar o Campeonato Brasileiro, Cristiane Rozeira, a artilheira brasileira da Copa do Mundo Feminina 2019, postou um desabafo importante sobre o descaso com o futebol feminino no Brasil. 

Na última terça-feira (16), a jogadora usou uma imagem da Copa para ilustrar a legenda indignada sobre a desvalorização das mulheres no esporte. Sem titubear, Cris questionou qual é o posicionamento das instituições que coordenam o futebol, agora que a Copa acabou.

“Copa do mundo foi linda, todo mundo amou, as pessoas ficaram felizes em conhecer nosso trabalho, porém aquele oba oba todo acabou. O que tem rolado depois de toda essa passagem? Bagunça, falta de apoio de alguns clubes com as atletas, falta de logística e brasileiro sub 18 jogando de dois em dois dias. E ai?”, perguntou a jogadora com uma sequência de pontos de interrogação. 

A atleta não fez questão nenhuma de escolher palavras rebuscadas para dialogar sobre o assunto. A ideia foi realmente colocar o dedo na ferida de quem estava lendo a publicação e confrontar quem diz cooperar para que o futebol feminino aconteça. “Será que não está na hora de realizar uma reciclagem nas pessoas que colocamos para trabalhar com a modalidade no país? Colocar pessoas que queiram realmente mudar esse cenário, pessoas que sejam PROFISSIONAIS. Vai ser sempre na bunda das atletas em ano de competição?”. 

E ela também tocou num outro porto importante: se é para cobrar resultados, então é preciso que o futebol feminino seja tratado com o devido respeito. “Eu acho que está na hora de darmos as mãos de verdade e brigar por algo melhor. Meu puxão de orelha é pra geral: Confederação, Federações, Clubes e nós atletas em certas situações também. Quer ver isso aqui evoluir de verdade? Ganhar uma Copa e uma Olimpíada? Faça por onde desde cedo, planeje nem que seja a longo prazo, mas tentem fazer algo efetivo para mudar o cenário nacional que envolve o futebol feminino!”. 

View this post on Instagram

Copa do mundo foi linda, todo mundo amou, as pessoas ficaram felizes em conhecer nosso trabalho, porém aquele oba oba todo acabou. O que tem rolado depois de toda essa passagem? Bagunça, falta de apoio de alguns clubes com as atletas, falta de logística e brasileiro sub 18 jogando de dois em dois dias. E aiiii ??? Será que não tá na hora de realizar uma reciclagem nas pessoas que colocamos para trabalhar com a modalidade no país? Colocar pessoas que queiram realmente mudar esse cenário, pessoas que sejam PROFISSIONAIS. Vai ser sempre na bunda das atletas em ano de competição? Eu acho que tá na hr de darmos as mãos de verdade e brigar por algo melhor. Meu puxão de orelha é pra geral: Confederação, Federações, Clubes e nós atletas em certas situações tmb. Quer ver isso aqui evoluir de verdade? Ganhar uma Copa e uma Olimpíada? Faça por onde desde cedo, planeje nem que seja a longo prazo, mas tentem fazer algo efetivo para mudar o cenário nacional que envolve o futebol feminino!

A post shared by Cristiane Rozeira (@crisrozeira) on

Essa não é a primeira vez que Cristiane se posiciona sobre o assunto. No fim da Copa Feminina, no dia 7 de julho, a jogadora fez uma postagem, também no Instagram, sobre a busca por mais visibilidade no esporte. “A luta não pode parar! Nossa base tem que andar, as atletas se cuidarem e os profissionais que assumirem nossos clubes e seleções precisam estudar mais e serem nossos mestres”, destacou a jogadora. 

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆