Damares fala em nova era no país: “menino veste azul e menina veste rosa”

"Atenção, atenção, é uma nova era no Brasil. Menino veste azul e menina veste rosa", comemora a ministra ao lado de aliados.

Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos no governo de Jair Bolsonaro está comemorando o que ela chama de “nova era”. Em um vídeo que está circulando pelas redes sociais nessa quinta-feira (3), Damares aparece entusiasmada, repetindo a frase “menino veste azul e menina veste rosa”, depois de dizer “atenção, atenção, é uma nova era no Brasil”. 

No vídeo, ela está em um momento intimista com aliados políticos, usando a mesma roupa da cerimônia de posse como ministra, que ocorreu nessa quarta-feira (2). O episódio provavelmente aconteceu pouco tempo antes ou após a solenidade.

No discurso oficial da posse, Damares optou por fazer declarações menos controversas. Em resposta à polêmica envolvendo uma Medida Provisória (MP) assinada por Bolsonaro na terça-feira (1º), ela disse que seu ministério não deixará de se preocupar com a comunidade LGBT. “Teremos um diálogo aberto com a comunidade LGBT. Nenhum direito conquistado pela comunidade LGBT será violado”. 

A MP n. 870/19 diz respeito às diretrizes dos direitos humanos e o texto desse documento não cita a comunidade LGBT diretamente, falando apenas de “minorias sociais” – bem como “mulheres, crianças e adolescentes, juventude, idosos, pessoas com deficiência, população negra e minorias étnicas e índios”.  

A ministra também voltou a falar sobre o respeito a todos os tipos de configurações familiares. “Sou uma mulher sozinha com uma filha e nada vai tirar de nós esse vínculo. Nós somos uma família. E todas as configurações familiares serão respeitadas”. 

Mesmo assim, também frisou que o novo governo colocará fim ao que chama de doutrinação ideológica voltada a crianças e adolescentes. “Menina será princesa e menino será príncipe. Ninguém vai nos impedir de chamar as meninas de princesa e os meninos de príncipe. Acabou a doutrinação ideológica de crianças e adolescentes.”

Atualização

Frente à repercussão do vídeo, Damares explicou-se e chegou a dizer que cada criança pode vestir-se com a cor que preferir. “Fiz uma metáfora contra a ideologia de gênero, mas meninos e meninas podem vestir azul, rosa, colorido, enfim, da forma que se sentirem melhores”, declarou ela ao Estadão

Segundo a assessoria de imprensa de Damares, o vídeo foi gravado logo após a cerimônia de posse, enquanto ela recebia aliados em uma sala do ministério.