Das profundezas dos anos 2000, Motorola V3 vai voltar a ser vendido

O preço, no entanto, não é nada amigável, mas o design promete ser SENSACIONAL.

Ai, quem foi adolescente nos anos 2000 lembra: naquela época, na qual reinavam calças cintura baixa, emos e músicas da Nelly Furtado, o Motorola RAZR V3 era o sonho de todo jovem. Ultrafino, estiloso e $$$, ele fez a Motorola vender mais de 130 milhões de unidades, fazendo dele o aparelho de “flip” mais bem-sucedido do mundo. As crianças de hoje em dia não sabem o quanto era glamourouso poder desligar na cara de alguém simplesmente fechando o telefone. Bem, as crianças de hoje em dia mal sabem que dá para fazer ligações com o celular… Bons tempos.

Leia Mais: 39 músicas que você escutou (muito!) no Ensino Médio

Pegando carona nessa onde de nostalgia (alô, #10YearsChallenge!), a Lenovo, dona da Motorola, se uniu com a Verizon, empresa norte-americana de telefonia, para trazer o V3 novamente das profundezas de 2006, como informa o The Wall Street Journal. De acordo com a publicação, a ideia é já começar o comercializar o produto já em fevereiro – inicialmente nos Estados Unidos. Em fase de testes, o celular, no entanto, faria o retorno todo turbinado: a promessa é de um design supermoderno e com a tela completamente dobrável.

A má notícia é o preço, cerca de 1.500 dólares, facilmente em torno de 5.500 reais. A ideia da empresa seria fabricar apenas 200 mil unidades e entregar para o consumidor um celular potente e que dure (o que justificaria o preço tão elevado). Vale lembrar que, em 2016, a Motorola divulgou um teaser no qual dava a entender que traria o celular de volta. Não aconteceu. Bem, ao que tudo indica, deve rolar mesmo e, quem sabe, as pessoas voltem a usar o celular para fazer ligações, nem que seja para desligar na cara do crush lixo.