Dê a outra face: saiba por que você deve fazer o bem até a quem te faz mal

Esse ensinamento de Jesus é capaz de melhorar, pelo menos um pouquinho, a energia do planeta. Veja como aplicá-lo em seu dia a dia.

Retribuir com bondade o mal que alguém nos causou contribui para aumentar nossa frequência vibratória.
Foto: Wavebreakmedia Ltd./Thinkstock/Getty Images

 

“Uma das lições de Cristo ao oferecer o outro lado do rosto ao agressor tem um sentido mais amplo do que imaginamos. E esse ensinamento é simbólico. O Mestre queria nos mostrar a importância de amarmos nossos inimigos e fazermos o bem mesmo a quem nos decepciona – e sem esperar nada em troca!

Na prática, Cristo mostrou que não devemos revidar a dor ou responder com rancor ou desrespeito. Ao contrário. Sempre que retribuímos com bondade o mal que alguém nos causou, elevamos nossa frequência vibratória e ajudamos a melhorar um pouquinho mais a energia do planeta.

Essa missão é bem difícil, sem dúvida. E, se você for incapaz de revidar o mal com o bem, pare e faça uma oração para aquela pessoa. Depois, saia da mira dela. Ninguém precisa ficar frente a frente com o perigo. Às vezes, recuar é a melhor saída. Volte, reveja a situação e perdoe. Sim, perdoe!

Afinal, cuidar do nosso bem-estar e dar conta da missão que temos neste mundo já é tarefa suficiente para uma vida inteira! Imagine, então, ainda tentar mudar o outro. Evite fazer isso. Cada um tem seu projeto para executar nesta encarnação. Certo ou errado, cabe apenas à pessoa decidir o caminho a ser seguido.

Como escreveu Augusto Cury no livro O Vendedor de Sonhos (Ed. Academia de Inteligência), “não tema a difamação exterior”. Tema apenas os que querem entrar em seus pensamentos para destruir sua essência. Todo o resto, acredite, não tem importância…

Paz e luz!”


*Mel Aitak é mestre em reiki, terapeuta holística, naturopata e estudiosa dos temas ligados à espiritualidade.