Dia do Consumidor: entenda a origem da comemoração e a confusão das datas

O Dia do Consumidor é celebrado em 15 de março, mas comemorado na quarta-feira desta semana.

Siga o mdemulher no Instagram

Você já ouviu falar do Dia do Consumidor? Aqui no Brasil, a comemoração ainda é recente, mas está ano após ano se consolidando. Durante essa semana, você poderá encontrar lojas em todo o país que oferecem grandes descontos.

A história é um pouco confusa: o dia mesmo é 15, mas a comemoração acontece sempre às quartas-feiras e as lojas comemoram a semana inteira… Calma, nós te explicamos direitinho.

A origem

Tudo começou em 1962, quando o então presidente dos Estados Unidos, John Kennedy, escolheu o dia 15 de março como Dia do Consumidor,data que foi reconhecida pela ONU alguns anos depois,

O objetivo por trás da iniciativa é “lembrar e valorizar os direitos dos consumidores do mundo todo”, conta Fernando Lugó, chefe do departamento de Marketing do site de comparação de preços Buscapé.

Dia do Consumidor no Brasil

Até 2014, nós não tínhamos a tradição do Dia do Consumidor. Isso mudou quando a equipe do Buscapé, para estimular as atividades de comércio digital, iniciou a campanha #DiaDoConsumidorBrasil.

Como parte do projeto, também foi decidido que a comemoração não seria em um dia fixo e, sim, na quarta-feira da semana do 15 de março. “Este dia foi escolhido para facilitar o planejamento e a execução das operações dos varejistas”, diz Lugó.

Desde a sua primeira edição, o Dia do Consumidor Brasil cresce a cada ano. Conforme dados da Ebit, site referência para o e-commerce, as vendas online tiveram cerca de 480 mil pedidos em 2018, uma alta de mais de 10% em comparação com o ano anterior.

“Neste dia, o e-commerce já vende e fatura duas vezes mais do que em uma quarta-feira comum. No Buscapé, o tráfego de visitantes chega a ser quatro vezes maior. É o segundo dia mais importante do ano. Considerando o faturamento diário, só perde para a Black Friday, que é a principal data do ano para o comércio eletrônico”, comenta Lugó.

Os números de 2019 também indicam que a data já está consolidada no calendário do varejo brasileiro. A expectativa é de que 43% dos consumidores comprem no Dia do Consumidor.

Entre os itens mais procurados estão smartphones, eletrônicos e eletrodomésticos.

Semana do Consumidor

Esta edição da comemoração tem uma novidade: os descontos devem durar a semana inteira, começando na segunda-feira, dia 11, e acabando só no domingo.

 

Atenção, consumidor: não caia em golpes!

1. Cuidado ao fornecer seus dados bancários

Só faça isso em sites que possuam certificados de segurança. Quando o site é seguro, aparece um cadeado antes do endereço. Para saber mais, confira esta cartilha de segurança na internet.

2. Evite links externos 

Somente acesse sites de fornecedores digitando o endereço em seu navegador. Sabe aqueles e-mails sobre promoções? É melhor nem abrir, pois muitos deles contêm vírus.

3. Não use redes de wi-fi públicas

Essas redes podem ser uma tentativa de roubar seus dados.

4. Procure informações básicas sobre o fornecedor

Vá atrás do nome empresarial, CNPJ/CPF, endereço físico e eletrônico, telefone… Essas informações possibilitam o contato e localização do fornecedor. 

5. Pesquise os preços de produtos que você quer comprar 

Alguns sites fazem comparações entre diversos fornecedores e apresentam um histórico de preços. Assim, você pode saber se o desconto é real e se a compra vale a pena.

6.  Conheça a reputação da loja 

Consulte site como o ReclameAqui, pergunte para os amigos e procure nas redes sociais. Nesses casos, todo cuidado é pouco. Veja também o site do Procon de sua região, que pode conter uma lista de sites para evitar.

Fonte: Secretaria Nacional do Consumidor