Esse robô sexual vem com funcionalidade que simula estupro

A boneca robótica Roxxxy é programada para ter diferentes personalidades - e uma delas foi criada sob medida para quem deseja simular um estupro.

Você ainda acredita que a chamada cultura do estupro é uma invenção de feministas lunáticas? Então precisa conhecer essa novidade assustadora da indústria de brinquedos eróticos.

A empresa TrueCompanion, pioneira no desenvolvimento de robôs sexuais, resolveu lançar uma boneca que permite a simulação de estupro. Isso é possível graças a um mecanismo onde o usuário pode alterar a personalidade da boneca de acordo com sua preferência.

No mercado desde 2010, as chamadas bonecas Roxxxy vão ganhando upgrades de tempos em tempos, para que se tornem mais versáteis e realistas. Na última versão, recém lançada, as personalidades da Roxxxy vêm com nomes como “Wendy Selvagem” e Susan Sadomasoquista”, além da bizarra “Farrah Frígida”.

O dono da TrueCompanion, Doug Hines (à direita), e um assistente exibem a Roxxxy em uma feira erótica, em Las Vegas

O dono da TrueCompanion, Doug Hines (à direita), e um assistente exibem a Roxxxy em uma feira erótica, em Las Vegas (Ethan Miller/Getty Images)

Segundo o New York Times, o fabricante explica que, com a ativação dessa última personalidade, a boneca se torna tímida e reservada. Além disso, se você tocá-la em “partes íntimas”, ela vai demonstrar descontentamento. Ou seja: a graça da ~brincadeira~ é transar com uma mulher robótica que deixa claro que não quer fazer sexo com você. Simulação de estupro pura e simples.

Leia mais: Afinal, o que é considerado estupro pela lei? 

Outra faceta polêmica do robô é a opção “Jovem Yoko”, que simula a personalidade de uma adolescente de 18 anos – “esperando para que você ensine tudo a ela”, segundo a descrição do fabricante.

As bonecas robóticas da TrueCompanion estão à venda por 9,995 mil dólares atualmente. 

Conheça os signos que todo mundo odeia – escute no nosso podcast!