Gabriel Gontijo revela seus lugares preferidos em Nova York

Gabriel Gontijo passou alguns dias em Nova York para curtir o Panorama Festival e separou dicas super insiders da metrópole. 

Dizem que nova York é a cidade que nunca dorme, talvez seja. A cidade mais influente dos EUA é um mix de culturas e agito cultural. Além dos pontos turísticos mais visitados como o Empire State Building, a Estátua da Liberdade, a Brooklyn Bridge, o teatro Apollo, os museus MET, MoMA e Guggenheim, Nova York reserva spots para quem desbrava a cidade de metrô, de táxi ou a pé. Brooklyn, Manhattam ou Harlem, cada visitante tem suas referências preferidas, do cinema, do hip-hop, da cena punk ou jazzística. Aqui, apresentamos os lugares preferidos do influencer Gabriel Gontijo, que viajou a Nova York para curtir o festival Panorama, e uma vez lá, aproveitou para visitar outros hotsposts da cidade.

Para comer

Fig and Olive
“Restaurante gostozinho que fica entre a 5th e Madison av., adoro comer o Branzino (robalo) que eles servem”

The Mercer Kitchen
“Restaurante do Mercer Hotel no SoHo, fica no subsolo do prédio e oferece a salada MAIS MARAVILHOSA da vida. De camarão, abacate, cogumelo, tomate e vinagrete de champagne. De quebra ainda vi a Kendall Jenner saindo do hotel, acho que ela estava hospedada lá.”

Sabi Sushi
“Restaurante japonês do Food Hall do Hotel Plaza. Super saboroso e prático: sentou, pediu, comeu. Como fica numa “praça de alimentação” não demanda nenhuma cerimônia e é ótimo pra quem está com pressa.”

Sabi Sushi

 Vive La Crepe
“Creperia também do Food Hall, com milhares de sabores, mas aconselho pedir o de Nutella!”

The Meatball Shop
“Restaurante super cool e jóvem no Brooklyn, servem variações de almôndegas com vários acompanhamentos num valor super honesto. Fora a únidade do Brooklyn eles tem mais umas outras seis pela cidade.”

Para comprar

Tom Dixon Soho
“Loja do designer de interiores com várias peças de decoração da marca. Como é um pouco complicado levar um lustre ou luminária na mala de volta pro Brasil, sugiro dar uma conferida nas velas aromáticas. São deliciosas e um ótimo item de decoração.”

What Goes Around, Comes Around
“Brechó de labels no SoHo, Chanel, Hermés, Louis Vuitton e etc. a perder de vista. De acessórios a roupas, porém os preços são BEM salgados. Até mesmo em uma camisetinha sem marca.”

Vista Ferryboat

Para ver

Art of the In-Between
 “A famosa exposição anual no MET Gala feita pelo Costume Institute desse ano homenageia a designer Rei Kawakubo, da Comme des Garçons. VÁRIOS dos looks desenvolvidos por ela estão expostos em uma galeria ampla, minimalista (contrapondo com as peças da designer) e que são uma aula em moda para quem se interessa pelo assunto.”

Rei Kawakubo

Outras galerias e obras do MET Museum
“Sempre traz trabalhos e exposições super interessantes. Como a The Theater of Disappearence do argentino Adrián Villar Rojas, que está exposta do rooftop do museu.”

 Para curtir 

Panorama Festival
“Versão “mini” do Coachella. Dos mesmos produtores, o festival fez sua segunda edição esse ano. Apesar da intenção ser boa, com bandas de nome e djs de peso, ainda há muito o que melhorar na questão organização. O festival rola na Randall’s Island e o acesso se dá de carro ou ferry (que sugiro pois é mais divertido e o visual que se tem de Manhattan é incrível).”

Vista Ferryboat Vista Ferryboat

Vista Ferryboat (/)

Festival Panorama

Gabriel Gontijo e Camila Coutinho 

Warm Up
“Festa aos sábados de música eletrônica que acontece no MoMa PS1, um prédio do museu que fica em Long Island.”

Mr. Sunday
“Formato de festa parecido com a Warm Up, música eletrônica, drinks e proposta cool. O único problema é que é bem longe e o acesso não é tão fácil. Mas pra um sunset de verão é super recomendada.”

mr sunday

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆