Homem alemão é o novo suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann

A menina britânica desapareceu misteriosamente aos 3 anos de idade, quando visitava o litoral de Portugal com a família.

Semanas atrás surgiu a notícia do aparecimento de novas pistas no caso do sumiço de Madeleine McCann, a menina britânica que desapareceu no litoral de Portugal. O caso aconteceu em maio de 2007 e teve muitos desdobramentos, mas jamais foi solucionado. 

Agora, 12 anos depois, um cidadão alemão é tido como principal suspeito. Ele foi condenado pelo assassinato de três crianças e já tinha sido apontado como suspeito em 2011 pela Scotland Yard.

Na época, a relação dele com o caso foi descartada, pois as vítimas desse homem eram sempre meninos. Novas pistas fizeram com que a polícia voltasse as atenções ao alemão mais uma vez.

Madeleine tinha 3 anos quando desapareceu. Ela dormia num quarto de hotel com os dois irmão mais novos, enquanto seus pais jantavam num restaurante próximo. Ao checar se tudo estava bem com as crianças, a mãe percebeu que filha havia desaparecido. Suspeitos chegaram a ser detidos e até os pais de Madeleine foram apontados como culpados.

O chefe das investigações em Portugal foi afastado do caso e chegou a publicar um livro acusando o casal McCann de ter escondido o corpo da menina após sua morte. Isso nunca foi comprovado e o casal chegou a receber uma indenização por calúnia.

Recentemente a história do desaparecimento de Madeleine transformou-se numa série documental produzida pela Netflix. Assista ao trailer: