Malala retorna ao Paquistão pela primeira vez depois do atentado

"Ainda não posso acreditar que estou aqui", disse ela, num discurso emocionante.

Malala Yousafzai, a garota que virou símbolo do direito à educação para meninas ao redor do mundo, voltou a seu país de origem, o Paquistão, pela primeira vez desde sobreviveu a uma tentativa de homicídio. Ela foi vítima de um ataque talibã, em 2012. 

“Ainda não posso acreditar que estou aqui. Nos últimos cinco anos sempre sonhei em poder retornar ao meu país”, disse a garota, em um discurso emocionante. O pronunciamento foi feito na casa do primeiro-ministro ShahidKhaqanAbbasi, em Islamabad, capital do Paquistão.

O esquema de segurança em torno dela é reforçadíssimo e com razão. Por conta disso, ainda não se sabe quais locais do Paquistão ela irá visitar. Em 2012, ela foi atacada no transporte escolar, em Swat, onde morava com a família. Hoje, vive na Inglaterra.

Malala ficou mundialmente conhecida após o atentado, mas já havia virado figura pública no Paquistão anos antes. Ela tinha apenas 15 anos quando foi marcada para morrer pelo regime talibã e sobreviveu a um tiro na testa. Dois anos depois do atentado, em 2014, Malala tornou-se a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz.

 

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆