9 destinos maravilhosos para curtir o inverno no Brasil

Não precisa usar o passaporte para visitar um lugar onde o frio seja bacana: valorize as baixas temperaturas do nosso país!

Curtir o lado bom do inverno em viagens não precisa ser caríssimo nem envolver voos internacionais. No Brasil, há muitas cidades em que o frio é consistente no meio do ano – mas esteja sempre prevenida para mudanças repentinas  de clima – e a estrutura local é bem pensada para proporcionar aos turistas uma experiência maravilhosa de inverno.

Pode ser que a cidade em que você more não seja tão fria assim e você queira experimentar essas temperaturas baixas. Ou, então, que ela seja fria e até esteja na nossa lista de sugestões abaixo, mas você queira conhecer outros invernos no Brasil.

Para ajudar nos seus planos imediatos de viagens, selecionamos 9 destinos do país em que você poderá viver dias gelados deliciosos, com direito a passeios inesquecíveis, chocolate quente, fondue e surpresas locais. Vamos começar pelo Ceará e descer até o Rio Grande do Sul. Pega na nossa mão e vem!

Guaramiranga (CE)

Brasil no inverno - Guaramiranga CE

 (Anderps/Wikimedia Commons)

A “Suíça do Ceará” fica na área de proteção ambiental da Serra de Baturité, 865 metros acima do nível de mar e com temperaturas na casa dos 10°C nos meses de inverno – o que permite que por lá haja Festival do Vinho e Festival de Fondue todos os anos. Pequenina (tem cerca de 4 mil habitantes), ela se diferencia do resto do estado não apenas pelo clima: durante o Carnaval, por exemplo, o que agita a cidade é o Festival de Jazz e Blues. As atrações naturais também fazem parte da visita; estando lá, vá pelo menos ao mirante do Pico Alto.

Martins (RN)

Brasil no inverno - Martins RN

 (Marcos Elias de Oliveira Júnior/Wikimedia Commons)

O frio de Martins pode não ser tão forte quanto o de outras cidades desta lista – a média de temperatura no inverno gira em torno de 16°C –, mas é um lugar tão encantador que ganhou o apelido de “Princesa Serrana”. A 703 metros do nível do mar e com uma natureza lindíssima, lá ocorre todos os anos o maior Festival Gastronômico e Cultural do Nordeste brasileiro. O deste ano vai de 20 a 22 de julho. Ainda dá tempo de se programar para aproveitá-lo.

Garanhuns (PE)

Brasil no inverno - Garanhuns PE

 (A.Junior/Wikimedia Commons)

No meio do agreste pernambucano há uma surpresa: esta cidade toda alta, com média de 896 metros de altitude e picos que ultrapassam os mil metros, como o Monte Magano. No inverno, as temperaturas não passam muito dos 10°C. O maior atrativo dos meses frios é o Festival de Inverno de Garanhuns, que em 2018 será de 20 a 29 de julho. A cada ano, cerca de 500 mil pessoas passam por lá para prestigiar as atrações e aproveitar as paisagens e as delícias que a cidade oferece.

Piatã (BA)

Brasil no inverno - Piatã BA

 (Msadp06/Wikimedia Commons)

O município mais alto de todo o Nordeste brasileiro fica 1280 metros acima do nível do mar e tem as temperaturas mais baixas da região: nas manhãs e noites de inverno, os termômetros chegam a marcar 1°C – isso mesmo, um grau. Trata-se de uma cidade pequena (tem cerca de 18 mil habitantes), mas com boa estrutura para receber os turistas que queiram viver esse friozão nordestino. Vá pronta para ser surpreendida a cada passeio.

Monte Verde (MG)

Brasil no inverno - Monte Verde MG

 (Sang Trinh/Wikimedia Commons)

Todo pensado para receber visitantes no inverno, o distrito da cidade de Camanducaia tem pousadas para todos os gostos – das mais luxuosas às super “chalezinho europeu” – e atrações para todas as expectativas de emoção. Você pode simplesmente passear pelas ruas e admirar as paisagens montanhescas (são 1555 metros de altitude, afinal) enquanto toma um chocolate quente OU partir para a aventura de tirolesa, trekking e arvorismo, por exemplo. Qualquer que seja sua intenção, não esqueça de levar para casa os doces e os queijos locais: eles são absurdamente gostosos.

Visconde de Mauá (RJ)

Brasil no inverno - Visconde de Mauá RJ Cachoeira do Escorrega

Cachoeira do Escorrega (Jirah/Wikimedia Commons)

O distrito da cidade de Resende fica na área de preservação ambiental da Serra da Mantiqueira, está a 1200 metros de altitude e registra temperaturas negativas todos os anos. É o destino ideal para quem gosta de colocar o corpinho em águas geladas de cachoeiras no inverno – são mais de dez, entre elas a Cachoeira do Escorrega e a Cachoeira da Prata. Mas não tem problema se você quiser fazer algo mais quentinho por lá: as ruas são repletas de cafés e restaurantes aconchegantes que no inverno têm uma variedade incrível de pratos com pinhão, abundante na região.

Campos do Jordão (SP)

Brasil no inverno - Campos do Jordão SP

 (Bigode45/Wikimedia Commons)

Point perfeito para quem quer curtir o frio sem deixar de lado as baladas: por toda a cidade há opções de lugares badalados para comer, para dançar, para ver e ser visto. Tudo isso com casinhas de estilo alpino ao fundo e a uma altitude de 1628 metros. Para quem prefere admirar a natureza, as melhores pedidas são um passeio de teleférico e uma visita ao Horto Florestal. Além disso, todos os anos, nas temperaturas negativas de junho e julho, acontece por lá o Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, maior festival de música clássica do Brasil. O deste ano começou em 30 de junho e vai até 29 de julho. Ainda dá tempo de pegar apresentações legais!

São Joaquim (SC)

Brasil no inverno - São Joaquim SC O Parque Nacional de São Joaquim coberto de neve

O Parque Nacional de São Joaquim coberto de neve (Evair Legal/Wikimedia Commons)

Você já deve ter visto na TV reportagens sobre o pessoal que caça neve no Brasil. E, se prestou atenção, notou que São Joaquim sempre está na lista de lugares visitados com este fim. Claro que a neve não tem data marcada, mas ela realmente cai na cidade catarinense quase todos os anos. Mas você não precisa ficar parada a 1360 metros de altitude esperando pelos floquinhos brancos do céu, é claro. Uma vez por lá, conheça as vinícolas locais (quase todas têm visitas guiadas que incluem degustação de vinhos), o Parque Nacional de São Joaquim (em especial, a Pedra Furada) e se permita simplesmente se encantar com a natureza.

Gramado (RS)

Brasil no inverno - Gramado RS Lago Negro

Lago Negro (Larissa Fraga/Wikimedia Commons)

Considerada um pedacinho da Europa no Brasil, devido às suas influências alemãs e suíças, a cidade da Serra Gaúcha é acolhedora para casais (há quem ache que é o lugar mais romântico do país), famílias e também para viajantes solo. Dá para ficar ocupada o tempo todinho por lá. Você pode visitar parques como o do Lago Negro e a Aldeia do Papai Noel e museus como o Hollywood Dream Cars e o Dreamland Museu de Cera; passear pela Borges de Medeiros, a avenida principal da cidade, para comer muito bem, fazer compras e dar uma olhadinha no Palácio do Festival de Cinema de Gramado; parar na Rua Coberta para tomar um chocolate quente especial ou uma sopa no pão e ainda ser surpreendida por um show de algum festival da ocasião – sempre tem algum evento acontecendo em Gramado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s