Mente sã: aprenda a retardar o envelhecimento

Os brasileiros estão vivendo mais. Porém, para não sentir o peso da idade, é preciso cuidar da mente ainda na juventude

Siga o mdemulher no Instagram

A fórmula da longa vida saudável é velha conhecida: alimentação balanceada, exercícios regulares e cérebro ativo
Foto: Getty Images

Pelo que sugerem as estatísticas, você ainda terá muuuitas velinhas de aniversário para soprar! Nossa expectativa de vida vem crescendo: segundo dados do IBGE, em 1980 o brasileiro vivia, em média, 62 anos. Atualmente, as mulheres atingem os 77,7 e os homens, 70,6. Em 2050, a projeção é de que chegaremos a 81 anos. Por que o país está envelhecendo? Estamos vivendo mais e tendo menos filhos (1,9 em média). Já contabilizamos 21 milhões de idosos no Brasil, o equivalente a 11,3% da população. Em 40 anos chegaremos a 64 milhões de idosos, quase 30% dos habitantes.

Caminho não tão distante

Muitas vezes, o envelhecimento sem saúde (com doenças cardiovasculares, diabetes, colesterol, osteoporose, mal de Alzheimer…) é reflexo dos maus hábitos que mantemos na juventude. Destaque para má alimentação, sedentarismo, álcool, fumo e stress. Outro grande inimigo é o famosos estresse do dia a dia

Que tal repensar as suas atitudes e adotar uma vida saudável para chegar bem à maturidade? A seguir, você encontra o caminho que a levará aos 80 com “corpinho e cabecinha” de 40!

Cabeça boa

Estima-se que o declínio das atividades cerebrais, como o raciocínio e a memória, começa por volta dos 27 anos! Mas você pode dar uma forcinha para revitalizá-las: além de alimentação saudável (combate a oxidação das células cerebrais), de atividade física (melhora a oxigenação da área) e de boas noites de sono (recobram a atenção), malhe a sua mente.

Memória afiada

Alguns nutrientes melhoram a memória e a função cognitiva. São eles: ômega 3 e vitamina B2, que devem ser ingeridos três vezes por semana. O primeiro é encontrado em nozes e castanhas (duas unidades por vez) e o segundo, na soja, nos cereais integrais, no feijão e na lentilha (uma porção de um deles).

Mente zen

As posturas e as respirações propostas em certas modalidades, como a ioga e o tai chi chuan, são aliadas do cérebro sadio. “Atividades relaxantes previnem o stress e a ansiedade, dois aceleradores do envelhecimento”, garante Dorli Kamkhagi, coordenadora dos Grupos da Maturidade da Psicogeriatria do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (SP). Pratique duas vezes por semana.

Ginástica cerebral

“O melhor exercício é a leitura. Através dela a mente faz inventários enormes de palavras e significados”, diz o neurocientista Iván Izquierdo, coordenador do Centro de Memória da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (RS). Atividades que também estimulam a mente: palavras cruzadas, jogos, quebra-cabeça, curso de idiomas.