Mulheres falam de violência psicológica para alertar mais vítimas

A violência dentro de casa não se resume à agressão física e a campanha #MasEleNuncaMeBateu se propõe fazer esse alerta.

“Ele jogou um copo de cerveja na minha cara, porque achou que o amigo dele estava dando em cima de mim. Na frente de todos os meus amigos, na frente dos meus irmãos, na minha festa de aniversário. Mas ele nunca me bateu”. Esse é apenas um dos relatos que compõe o vídeo da campanha #MasEleNuncaMeBateu, lançado há poucos dias pelo projeto carioca Todas por Todas.

A ideia da campanha é alertar para o grave problema do abuso psicológico, que é uma das formas mais comuns de violência doméstica e também a que mais passa despercebida. As marcas desse tipo de agressão podem não ser visíveis na pele, mas deixam feridas internas profundas. Só que muitas mulheres se submetem a esse tipo de coisa, pois o abuso psicológico e moral é constantemente minimizado e naturalizado na sociedade.

Milhares de mulheres estão vivendo relacionamentos abusivos e sofrem caladas, por vergonha, medo ou por acreditarem que tudo isso é normal. E é por isso que falar a respeito do problema é algo tão urgente. Nem uma forma de violência deve ser tolerada!

Para quem quiser participar dessa rede de conscientização, a campanha convida todas as mulheres que já passaram por isso a quebrarem o silêncio, postando relatos na página do Todas por Todas no Facebook ou utilizando a hashtag  #MasEleNuncaMeBateu. No Rio de Janeiro, as meninas também estão distribuindo lambe-lambes pelas ruas e realizando atos coletivos que podem ser acompanhados através da rede social. Que tal se unir à causa?