Novo golpe no WhatsApp já fez 10 mil vítimas em 1 hora

Saiba como se proteger da artimanha que está recolhendo dados pessoais de milhares de brasileiros.

Diversos usuários do WhatsApp já estão conseguindo utilizar a chamada de vídeo através do aplicativo, o que é uma das atualizações mais aguardadas dos últimos tempos. Só que a novidade ainda não chegou ao smartphone de todos os brasileiros e alguns cibercriminosos estão se aproveitando disso para aplicar um novo golpe.

Através do próprio WhatsApp, vários usuários estão recebendo uma mensagem onde há a informação de que a chamada de vídeo só será liberada caso a pessoa forneça uma série de dados pessoais através de um link. Além de revelar seus dados, o o suário também é instruído a compartilhar o tal link com os amigos e o golpe está se espalhando depressa, segundo a ESET, empresa de segurança especializada em ações criminosas desse tipo.

Quem cai nessa conversa acaba se inscrevendo em um serviço pago de SMS Premium que desconta créditos do plano do celular (em caso de conta pré-paga) ou adiciona gastos à fatura mensal (quando o conta é pós-paga).

thinkstockphotos-513207885

“É importante destacar que não se trata de um vírus de WhatsApp, já que nenhum arquivo é executado. Também não verificamos evidências de que os sites fraudulentos estejam tentando explorar vulnerabilidades nos equipamentos conectados. O único objetivo é o ganho financeiro, com a inscrição no serviço de SMS Premium”, disse Camilo Di Jorge, presidente da ESET, ao Olhar Digital

Aos usuários que acabaram caindo no golpe, Di Jorge recomenda que entrem em contato com as operadoras para cancelar o tal serviço de SMS Premium. Segundo dados da ESET, em menos de uma hora, 10 mil brasileiros já foram ludibriados pelos golpistas.

☆ Tudo sobre o misterioso signo de Escorpião ☆