Número de deputadas federais e estaduais aumenta, mas ainda é bem baixo

O total de deputadas federais eleitas teve um crescimento de 51% entre 2014 e 2018 - mas as mulheres ainda representam só 15% da Câmara em Brasília.

Pelos próximos quatro anos, 15% da Câmara Federal será ocupada por mulheres. O número ainda está bem abaixo do que a gente gostaria, mas já representa um avanço.

O número de deputadas federais aumentou 51% entre 2014 e 2018. Foram 77 mulheres eleitas no último domingo (7), contra 51 que cumprem mandato atualmente. Ao todo, 513 candidatos garantiram seu lugar na Câmara em Brasília.

Proporcionalmente, o Distrito Federal foi o que mais elegeu deputadas federais esse ano. Dos oito representantes de lá, cinco são do gênero feminino. Enquanto isso, Amazonas, Maranhão e Sergipe elegeram só homens.

E sabia que a partir de 2019 tanto o membro mais jovem quanto o mais velho da Câmara serão mulheres? Elas são Luisa Canziani (PTB-PR) e Luiza Erundina (PSOL-SP), que têm 22 e 84 anos respectivamente. A Luisa do Paraná candidatou-se pela primeira vez esse ano, enquanto a Luiza de São Paulo vai cumprir seu sexto mandato como deputada federal.

Outra curiosidade significativa é que uma mulher indígena foi eleita pela primeira vez na história para a Câmara Federal. Ela se chama Joenia Wapichana (Rede) e vai representar Roraima na Casa.

O legislativo também vai contar com mais mulheres atuando a nível estadual. No entanto, assim como em Brasília, o número ainda é bem baixo. Ao redor do país foram eleitas 161 deputadas estaduais esse ano – em 2014 eram 119. Somando os membros das Assembleias de todos os estados e do Distrito Federal, são 1.059 candidatos eleitos.

Mesmo com a representatividade ainda tímida, esse ano uma candidata a deputada estadual foi a mais votada da história do país. Janaina Paschoal (PSL) elegeu-se em São Paulo com 2.031.829 votos – número recorde tanto entre mulheres quanto homens.

Já no Senado, o número de mulheres eleitas em 2018 é o mesmo de 2010 (último ano em que votamos em dois candidatos no mesmo pleito). Dos 54 senadores eleitos esse ano, 7 são do gênero feminino – o que representa 13% do total. Acre, Bahia e Tocantins não contaram com nenhuma candidata a senadora em 2018 e outros 20 estados elegeram apenas homens.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s