Paola Carosella faz homenagem emocionante a mulheres inspiradoras

Com as hashtags #MuitoGuapa e #mulheresempoderadas, a chef está contando a história de várias mulheres maravilhosas via Instagram e Facebook.

De forma simples e cheia de sororidade, a chef Paola Carosella – jurada do Masterchef – está fazendo uma série de homenagens no Instagram e no Facebook. Desde a semana passada ela vem postando fotos e contando a história de diversas mulheres inspiradoras. O bacana é que Paola não escolheu grandes empresárias ou celebridades e optou por falar de mulheres pouco lembradas pelo grande público, como a socióloga Amalia Fischer e a ativista Elza Santiago.

Os posts de Paola estão rendendo milhares de likes e comentários, o que prova o quanto vale a pena usar as redes sociais para iniciativas do bem! Dá uma olhada em quem são as mulheres que já foram lembradas pela chef (até o fechamento dessa matéria):

Maria Isabel Santos da Silva Freitas

A primeira homenageada é a doméstica que trabalha com Paola há 15 anos. “Ela me ensinou a amamentar, me passou calma e me encheu de amor”, diz a chef no post. Isabel nasceu no Maranhão, enfrentou a pobreza e atualmente mora em São Paulo. Chegou a ser demitida por estar grávida e passou por muitas dificuldades, mas deu a volta por cima e hoje está montando uma pousada no litoral. Paola diz que Isabel é sua fada madrinha e que com ela aprendeu que “Ninguém é tão pobre que não possa ajudar; e ninguém é tão rico que não precise de ajuda”.

Ana Maria Massochi

Tal qual Paola, Ana Maria é uma portenha que trocou Buenos Aires por São Paulo e hoje é famosa por suas empanadas e outras delícias da culinária argentina. Socióloga de formação, foi perseguida durante a ditadura e precisou deixar seu país para trás aos 20 e poucos anos, viúva e com um filho pequeno. Há 35 anos comanda o restaurante Martin Fierro e hoje é dona de outros dois estabelecimentos na capital paulista.

Roberta Sudbrack

 Foi eleita a melhor cozinheira mulher da América Latina no ano passado, mas começou sua carreira forma nada glamorosa, quando, aos 17 anos, inventou de vender cachorro-quente na rua para se sustentar. Passou perrengue, mas conseguiu ingressar na alta gastronomia e foi a primeira mulher a comandar a cozinha do Palácio da Alvorada, em Brasília. Hoje é dona do restaurante que leva seu nome, no Rio de Janeiro.

Valéria Maria Macoratti

É agricultora e presidente da COOPERAPAS, cooperativa que trabalha em prol da agricultura familiar sustentável, sem uso de agrotóxicos. Ela vive no interior de São Paulo e, através da instituição que ajudou a criar, auxilia 30 famílias na implementação do plantio orgânico. Ela também é defensora dos animais de rua e, segundo Paola, hoje cria 60 cães adotados em sua chácara.

Elza Santiago

É fundadora da Cooperativa Bordadeiras da Coroa, que dá auxilio a mulheres carentes no Rio de Janeiro. A criação do projeto surgiu da necessidade que a própria Elza e outras mulheres encontraram, por causa da pobreza e da falta de emprego. A cooperativa tem sede no Morro da Coroa e capacita mulheres através do bordado e da costura, para que elas tenham uma fonte de renda.

Amália Fischer

É uma socióloga, ativista feminista e criadora do Fundo de Investimento Social Elas, que capta recursos para auxiliar instituições voltadas a mulheres carentes. A Cooperativa Bordadeiras da Coroa, por exemplo, é beneficiada pelo fundo. “Amália sensibiliza empresas e fundações, mostrando a difícil realidade da desigualdade profissional, as discriminações, os preconceitos e a violência sexual e doméstica contra mães, esposas e filhas”, conta Paola.

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆