Patrícia Pillar mostra o seu lado quase zen na revista LOLA

Edição de maio da LOLA traz uma entrevista exclusiva com a atriz Patrícia Pillar, que se revela tranquila, mas não esconde o seu lado intolerável

Patrícia Pillar quase zen na LOLA de maio
Foto: Reprodução Revista LOLA

Muito conhecida por ter interpretado a vilã Flora, de “A Favorita”, Patrícia Pillar transmite um ar de mulher forte e durona. Entretanto, em entrevista à escritora Martha Medeiros para a edição de maio da revista LOLA, a atriz, de 46 anos, revela que tomou posse da sua serenidade e aguarda com muita calma as coisas boas que estão por vir.

Batalhadora, ela não se acomoda. Além de interpretar, também é diretora. Nesses últimos anos, estreou na nova função ao dirigir um documentário sobre Waldick Soriano. “Desde que comecei a trabalhar, me envolvia com figurino, cenário, marcação. Os sets e os palcos eram, para mim, um espaço de troca, mas sempre soube que quem manda é o diretor, ele é o chefe. Aos poucos, fui me sentindo atraída por essa responsabilidade e também quis fazer as coisas do meu jeito”.

Mas essa ânsia por realizar diversas atividades simultaneamente, acabou fazendo com que Patrícia esquecesse da vida pessoal. Por isso, agora a beldade decidiu entrar em maior conexão com a sua paz interior e viver sem pressa para nada. “Estava sempre correndo, com fome de realizar tudo.”

Agora, ela realiza aulas de boxe em casa – “me dão gosto por estudar cada movimento, exercitar a concentração” – e já fez dança de salão. Para ela, aproveitar a vida nunca é perda de tempo. “Isso vai desde ficar na rede observando um ninho de pássaros, ver uma romã nascer no jardim, até fazer uma grande viagem.”

Entretanto, apesar do espírito zen, a bela garante que ainda se irrita com algumas coisas. Um exemplo? Paparazzi! “A perseguição dos paparazzi é algo que considero insuportável.”

Patrícia Pillar mostra o seu lado quase zen na revista LOLA

Será que existe uma repostas para a fúria das mulheres de hoje?
Foto: Reprodução Revista LOLA

Se a tranquilidade toma conta da personalidade de Patrícia Pillar, é a fúria que assola a vida de muitas mulheres. Não raro, a doce mãe, as esposa fofinha, já entra em casa possuída de ódio. E, geralmente, com muita pendência profissional. Pensando nisso, a atriz Heloísa Périssé foi a convidada especial da LOLA para tentar desvendar o segredo das furiosas.

Afinal, por que muitas são calminhas no trabalho e atacadas em casa? E porque sempre sobra para o marido? De acordo com ela, o principal responsável por essa reação é a pressão. “A vida nos tragou de tal maneira que hoje somos quase mulheres homens. Temos que resolver, temos que ganhar dinheiro, temos que ser objetivas. Talvez não tenhamos mais tempo de ser subjetivas. Não cabe mais. Estamos mudando nossa natureza na porrada!”

A solução? Tentar achar um equilíbrio em meio a tantas responsabilidades. Compre a LOLA de maio e entenda mais sobre essa realidade feminina.

Assine LOLA

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s