Praias brasileiras com mar cristalino, bons preços e muito sossego

Se você procura por praias ainda pouco frequentadas por turistas, deve conhecer São Miguel dos Milagres (AL), Icaraí de Amontada (CE) ou Santo André (BA)

Siga o mdemulher no Instagram

Praia do Toque
Foto: Luis Morais

 

SÃO MIGUEL DOS MILAGRES

 

São Miguel dos Milagres (AL) é uma vila de pescadores, cortada por uma rua principal e cercada de povoados. Cada um deles tem a sua praia (uma mais linda que a outra), enorme concentração de coqueiros e pousadas charmosas. Em toda a orla, o mar é verde clarinho, morno e sem ondas, com os recifes característicos da região, chamada Costa dos Corais. Quando a maré atinge seu nível mais baixo, então, é uma festa: dá para andar quilômetros mar adentro e ver peixinhos nas piscinas naturais. Como o lugar não recebe excursões de Maceió (apesar da proximidade com a capital), tem o litoral mais preservado da região.

Chegar lá é outro presente: saindo de Maceió (a 106 km) pela AL-101, os primeiros 50 km compõem um dos trechos rodoviários mais bonitos do país, com praias e coqueirais.

ONDE FICAR 

Pousada Origami
Bem em frente, uma piscina natural da Praia de Porto da Rua. E no terreno da pousada, várias árvores frutíferas em meio aos chalés. Tem sinal grátis de internet wi-fi – uma raridade na cidade – e, vez ou outra, oficina de origami para os hóspedes. Tel. (82) 9963-2223, www.pousadaorigami.com.br.

Pousada Riacho dos Milagres
Em frente à bela Praia do Riacho, a pousada exibe vários ambientes com vista privilegiada para o mar – a piscina é um deles, aliás. As acomodações não são muito amplas, mas contam com equipamentos como DVD, ar-condicionado silencioso e frigobar. Tel. (82) 3295-1206, www.riachodosmilagres.com.br.

Pousada do Sonho
Todas as manhãs, você tem o privilégio de tomar o café da manhã numa sala com vista escancarada para o mar. Nos quartos, comodidades como TV de tela plana, DVD e ar-condicionado silencioso. Tel. (82) 9910-9221, www.pousadadosonhoalagoas.com.

ONDE COMER
 
Chez Domi
R. Luís Ferreira Dorta (Tatuamunha), 7 km, tel. (82) 3298-6200. 11h/21h.
No alto de um morro, tem vista privilegiada para a Praia de Tatuamunha. Entre as receitas de tom mediterrâneo do chef francês Dominique Barreteau, uma das dicas é a posta de peixe cozida no azeite com limão e molho de alcaparras.

Luna Bar
R. Ana Marinho Braga (Porto da Rua), 5 km, tel. (82) 3295-1579. 5ª/dom 10h/0h.
Mix de bar e restaurante, é um dos poucos lugares que funcionam à noite na região. Na beira do mar, você pode beber uma caipirinha enquanto aguarda comidinhas com acento mexicano, a exemplo da boa quesadilla recheada de camarões frescos.

O QUE VER 

Praia Patacho
Mar claro, mil coqueiros e absoluto sossego já renderiam diversão suficiente. Mas Patacho tem muito mais. Se a maré atinge seu nível mais baixo, haja fôlego – os recifes ficam ainda mais à mostra, assim como longos e largos trechos de areia. Caminha-se quilômetros “mar” adentro, e mal dá pra acreditar que dali a poucos instantes aquele exato lugar será novamente ocupado pela água. Parece magia (e é, de certa forma). A maré “seca” também dá outro presente: pequenas lagoas rasas e mornas, tão convidativas que é impossível ignorar o ímpeto infantil de esticar o corpo em alguma delas e sentir-se, finalmente, em modo off. Acesso: É preciso pegar uma estradinha que avança pelo meio de um coqueiral até chegar à orla deserta. Não há indicação na pista, mas uma boa dica para quem vem do Centro de São Miguel dos Milagres é virar à direita logo após passar por uma praça com uma estátua do Padre Cícero (com chuva, o acesso fica intransitável). A praia pertence ao município de Porto de Pedras e fica a 10 km de São Miguel.

Santuário do peixe-boi marinho
Há pouquíssimos lugares no país onde você pode ver de perto o mamífero ameaçado de extinção (existem somente 500 na costa brasileira). Você aprende tudo sobre eles durante o passeio pelo Rio Tatuamunha guiado por Caravéia, líder da Associação de Condutores de Turismo e Observação do Peixe-boi Marinho (Aamea). Uma trilha a pé que atravessa um manguezal leva ao ponto de partida dos barcos. Em meia hora, chega-se até o local onde ficam os peixes. São animais dóceis como golfinhos, que se aproximam naturalmente dos visitantes, colocando as nadadeiras sob o barco e posando para fotos. O passeio dura cerca de uma hora e custa R$ 30*. R. Luís Ferreira Dorta (em frente ao colégio Carlos Procópio II), tel. 9615-6191, Tatuamunha (mun. Porto de Pedras). 7h/17h.

Passeio de jangada até as piscinas naturais
É o passeio mais procurado de São Miguel dos Milagres. Quando a maré baixa, jangadas motorizadas levam a piscinas naturais com tons em verde-água e azul-turquesa. Boa notícia: aqui, ao contrário de Maragogi, elas não lotam de gente. Como a água é cristalina, os visitantes costumam mergulhar de snorkel próximo aos recifes. Peça nas pousadas a indicação de um jangadeiro. R$ 20*.

*Preços pesquisados em Dezembro de 2010.