Psiquiatra aponta caminhos para se livrar da ansiedade e da angústia

Entenda as diferenças entre tristeza e depressão e seja mais feliz

Procure sempre familiares e amigos para compartilhar sentimentos
Foto: Getty Images


O que difere a tristeza da depressão? Com consultoria de Ivan Morão, psiquiatra do Hospital São Luiz, em São Paulo, entenda os sintomas e os tratamentos de cada problema e livre-se da ansiedade e da angústia:

Depressão

O que é
Síndrome que pode ser leve, moderada ou grave. Não precisa de um motivo para acontecer, pois pode ser orgânica. O diagnóstico só deve ser feito por psiquiatra.

Sintomas
Alteração de humor e falta de energia. Pode causar insônia, perda de apetite, baixa na autoestima, insegurança, desinteresse por tudo e impulsos suicidas.

Tratamento
Em casos leves a indicação é terapia. Já os mais graves pedem uso de medicamento para estabilizar o humor. Outra possibilidade é aliar as duas opções.

Como sair dessa
Empenhe-se e siga o tratamento à risca. O apoio da família é essencial, mas desde que ela não pressione. Sair para se distrair? Só se você quiser.

Tristeza

O que é
Sentimento com origem emocional, resultado de um acontecimento que gerou muita dor. Ou seja, faz parte de um processo natural.

Sintomas
Desinteresse e desânimo. Caso a tristeza a deixe improdutiva (sem conseguir comer, dormir ou trabalhar), consulte um especialista para avaliação.

Tratamento
Se a pessoa não conseguir superá-la sozinha, precisa procurar ajuda de um psicólogo ou psiquiatra, pois esse quadro pode evoluir para depressão.

Como sair dessa
Fale sobre o que está pensando e sentindo com familiares e amigos. Depois, mude o foco. Assim, você abre espaço para sentimentos positivos animá-la.