Senado aprova PEC que transforma estupro em crime imprescritível

Se o projeto for aprovado pela Câmara e pelo presidente, vítimas não terão prazo para denunciar estupro.

Com 61 votos a favor e nenhum contra, foi aprovada na noite dessa quarta (9) a proposta de emenda à Constituição (PEC) que torna os crimes de estupro imprescritíveis. O projeto, de autoria do senador Jorge Viana, do Partido dos Trabalhadores do Acre,  tem como objetivo que as vítimas do crime possam fazer a denúncia independente de quanto tempo tenha decorrido desde que o estupro aconteceu.

Atualmente o crime prescreve em 20 anos. Isso significa que se alguém decide denunciar um estuprador depois de 20 anos do ocorrido, o autor do crime não pode mais responder por ele. Pode parecer improvável que alguém denuncie um estupro mais de 20 anos depois de ocorrido, mas no caso de crianças que foram abusadas bem pequenas, é comum.

A PEC agora será votada na Câmara dos Deputados, e, se aprovada, segue para a promulgação do presidente.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s