Tudo sobre a “menina morta” do Facebook que assustou muita gente

Essa menina está parecendo uma história de terror, mas isso é só porque não conseguiram conversar com ela.

Fabi Grossi é uma menina comum, tem 21 anos, faz faculdade, vai para o bar e até tinha um namorado. Mas tudo mudou quando ela decidiu terminar e o ex soltou um vídeo íntimo dos dois na internet, para todo mundo ver.

A partir daí que você a conhece e pode conversar com ela, Fabi te explica como tudo aconteceu e a raiva e medo que ela está sentindo. E você tem que responder para ela, a sua visão, conversar de verdade sobre a sua opinião de acordo com o que vai acontecendo.

Ela está preocupada da reação dos pais e de como será tratada pelos amigos daqui para frente, a menina está desesperada e não sabe o que fazer quando vocês começam a conversar, ela prevê, basicamente, todo o slut-shaming que irá sofrer.

Essa situação não é incomum, mas o bom nesse caso, é que Fabi Grossi não existe (não, ela não é uma menina morta que os pais permitiram ter acesso ao conteúdo do Facebook dela), ela é apenas um bot projetado pelo Facebook e UNICEF para falar exatamente do revenge porn, quando uma pessoa vaza nudes ou vídeos íntimos de outra por vingança, que assombra várias meninas por aí.

O projeto se chama Caretas, e é a primeira vez que a Unicef se utiliza desse recurso. É uma história de ficção por chat, que interage (não totalmente) com o que a pessoa escreve e reponde a partir de uma inteligência artificial bem básica. 

Procure ajuda

Durante a conversa com a Fabi, você esbarrará em perguntas importantes como “Vc conhece alguém q tbm tá nessa bad?”, e vale responder de verdade, porque tudo o que você responde nessas perguntas influenciam o final de verdade. 

Em seguida, ela irá te contar sobre a Safernet, organização que procura ajudar contra crimes cometidos na internet. Orientando a vítima a partir de auxílio psicológico e explicando como deve ser feita a denúncia. Todo o processo no site é anônimo e não pode ser divulgado para nenhum lugar. É uma ferramenta de auxilio para as pessoas que tiveram a privacidade violada.

Além disso, ela mostra dados sobre quantos jovens filmam intimidades, questiona sobre o que aconteceu com ela e mostra o cenário mais comum, tentando auxiliar quem sofrer esse tipo de agressão, qual será a melhor saída.

Como “jogar”

Antes é importante saber que o “jogo” é permitido para maiores de 13 anos, então é liberado até para os mais novos.

Para começar é bem simples, basta você entrar na página oficial da Fabi Grossi, ir em “enviar mensagem”e mandar um simples “oi” para ela. 

Em seguida, ela fará algumas perguntas básicas e o  jogo começará de verdade. E tem três formas da Fabi falar com você: 

  • Caso tenha sofrido o mesmo que ela, a menina irá querer falar mais sobre você.
  • Caso você tenha vazado nudes ou vídeos de alguém, ela irá te mostrar o motivo dessa atitude ser errada.
  • Caso você ache que ela é a culpada, ela vai te mostrar porque é uma vítima.

Para não conversar mais com ela você só precisa mandar “PARA”, que tudo será cancelado.

A plataforma tenta oferecer o máximo de interação possível, então vale conversar como se estivesse falando com uma amiga passando por essa situação e ver o que realmente vai acontecer de acordo com o que você fala.