10 cidades incríveis e com paisagens maravilhosas em Minas Gerais

Montanhas, cachoeiras, lagos e piscinas naturais mineiros são os cenários ideais para sair da rotina e curtir vistas e passeios lindíssimos

Minas Gerais é um espetáculo da natureza. Estado sem praias, mas com algumas das cachoeiras e grutas mais lindas do Brasil, em suas cidades é possível fazer turismo de contemplação, de aventura e até de detox da correria do dia a dia.

Conheça melhor 10 das mais belas cidades mineiras, com seus atrativos incríveis e suas vistas privilegiadas. Talvez uma delas entre nos seus próximos planos de férias.

Aiuroca

 (Wikimedia Commons/Reprodução)

O grande ponto de visitar a pequenina cidade de 6 mil habitantes é fazer um detox da correria da cidade grande. A maioria das pousadas não tem wi-fi para os hóspedes, e algumas sequer têm sinal de 3G ou de celular. Os sinos da igreja indicam os horários das refeições, e tudo é feito com a maior tranquilidade pelos locais. Espera-se que os visitantes também entrem nessa vibe. 

Quando a pacatez começar a cansar, você pode ir passear no Vale do Matutu (foto), área de proteção ambiental da cidade. Seu programa por lá será observar as casas e construções históricas (muitas desativadas), fazer trilhas e curtir espelhos d’água, cachoeiras e muito verde.

Brumadinho

 (Instituto Inhotim/Reprodução)

O grande atrativo de Brumadinho é, sem dúvida, o Instituto Inhotim. Mix de jardim botânico com museu de arte contemporânea, ele abriga cerca de 500 obras de mais de 100 artistas, entre eles Vik Muniz e Adriana Varejão, em 400 hectares de natureza exuberante.

Mas há mais o que fazer em Brumadinho. O Parque Estadual da Serra do Rola Moça tem os quatro principais mirantes da cidade: Mirante dos Veados, Mirante das Três Pedras, Mirante do Planeta e Mirante do Jatobá. Deles dá para ver até cidades vizinhas.

Outro lugar que vale a pena visitar é a Serra da Moeda, a 1500 metros de altitude, onde os mais aventureiros fazem voos livres. Quem é mais ou menos aventureiro pode fazer trilhas ecológicas a pé ou de bike e andar a cavalo. O pessoal local se orgulha de dizer que o pôr do sol da Serra da Moeda é o mais lindo de Minas Gerais.

Também é possível fazer um passeio de balão em Brumadinho. Se as condições climáticas estiverem favoráveis, há voos panorâmicos diários em que dá para ver toda a cidade do alto (como na foto) e aquelas montanhas sem fim no horizonte. Lindíssimo!

Capitólio

 (YouTube/Reprodução)

Minas Gerais não tem praias, mas tem Capitólio. A cidade fica entre a Serra da Canastra e o Lago de Furnas, que é a maior extensão de água do estado. Nos passeios por lá, a natureza é a atração principal – prato cheio para quem curte ecoturismo.

Há lagos e piscinas naturais, cânions com suas cachoeiras incríveis, trilhas, mirantes e grutas, tudo com muita água verdinha. Os destaques são o Lago de Furnas (foto), os Cânions de Furnas, o Mirante dos Cânions, a Lagoa Azul e a Trilha do Sol. Em muitos desses lugares você consegue fazer passeios pagos em barcos, lanchas ou chalanas.

Conceição do Mato Dentro

 (Wikimedia Commons/Reprodução)

Capital mineira do ecoturismo, Conceição do Mato Dentro fica no pé da Serra do Espinhaço. É lá que está a Cachoeira do Tabuleiro (foto), a terceira maior cachoeira do Brasil, considerada uma visita necessária. Outras cachoeiras que merecem atenção são a Três Barras e a Rabo de Cavalo.

Nos intervalos entre os passeios, curta a rotina pacata da pequena e acolhedora cidade.

Lima Duarte

 (Wikimedia Commons/Reprodução)

Não é o ator, é uma cidade na zona da mata mineira, com 16 mil habitantes.

No município de Lima Duarte há cachoeiras que acabam em lagos dourados – na verdade, é um efeito da água cristalina com a cor do chão –, como a Cachoeira dos Macacos (foto). As paisagens parecem pinturas.

Uma das grandes atrações da região é o Parque Estadual do Ibitipoca, no distrito de Conceição do Ibitipoca. Dentro dele há lagos, piscinas naturais, grutas, cachoeira e muito verde. Você pode fazer trilhas, passear de bote ou sentar sobre uma pedreira e ficar admirando a vista. Se for passar uma semana em Lima Duarte, vale tranquilamente esticar até o parque um ou dois dias.

Poços de Caldas

 (Wikimedia Commons/Reprodução)

Famosa por suas águas termais que chegam a 45°C (alguns acreditam que elas tenham propriedades terapêuticas), Poços de Caldas fica no sul de Minas Gerais, em terreno vulcânico a 1196 metros de altitude. Por isso, atrai muita gente que quer cuidar de uma dorzinha aqui ou ali e casais apaixonados que curtem namorar na água quentinha.

Mas também há atrações para quem quiser dar umas voltas e ver paisagens lindas, seja sozinha, com amigas ou com mozão ou mozona. A Serra São Domingos (foto) é uma ótima pedida, assim como a cachoeira Véu das Noivas. Você pode passear por esses lugares e depois descansar as pernocas nas tão faladas águas, que tal? 

Santa Bárbara

 (Wikimedia Commons/Reprodução)

O que leva a imensa maioria das pessoas a Santa Bárbara é, sem dúvida, o Parque Natural do Caraça (foto), com suas muitas cachoeiras e céu estreladíssimo. O local é patrimônio histórico com fauna e flora protegidos.

Na cidade, bem com carinha de antigamente e ruas de paralelepípedos, fica a Matriz de Santo Antônio, uma das igrejas mais antigas de Minas Gerais, e o Memorial Affonso Penna.

Santa Bárbara também tem orgulho de sua apicultura, por isso a Casa do Mel é parada obrigatória. Há cursos permanentes de culinária na Cozinha do Mel e explicações sobre como o mel é produzido. Tudo gratuito (menos as comidinhas à venda na lojinha da saída, claro).

São Tomé das Letras

 (Wikimedia Commons/Reprodução)

Uma das cidades mais místicas do Brasil, São Tomé das Letras atrai há décadas quem quer descobrir se há mesmo uma gruta que a liga a Machu Picchu (Peru) e se os carros são puxados para cima quando estacionados em subidas.

Mas a cidade é excelente também para quem não se liga nisso. Há muitas cachoeiras e grutas incríveis por todos os lados. E a um quilômetro do centro de São Tomé você pode visitar a Casa da Pirâmide (foto), uma construção super bonita, toda de pedra, que proporciona uma vista panorâmica das redondezas.

Sete Lagoas

 (Wikimedia Commons/Reprodução)

Cidade grande, com polo industrial, Sete Lagoas abriga duas atrações magníficas. A principal é a Gruta Rei do Mato (foto), com iluminação especial e visitas guiadas que chegam a um salão com duas colunas de cristal calcita de 12 metros de altura.

A outra é a Serra de Santa Helena, 400 metros mais alta que o centro da cidade, de onde se tem a vista mais linda da região e a possibilidade de fazer um voo de parapente.

Tiradentes

 (Wikimedia Commons/Reprodução)

Trata-se da cidade histórica mais famosa e visitada de Minas Gerais, e não é à toa. Para todos os lados onde se olhe há construções lindas e preservadas, que remetem aos livros de história. Andar sem pressa pelas ruas do centro ou conhecer a região em uma charrete é garantia de alma lavada no final do passeio.

Além disso, Tiradentes sempre tem eventos super bacanas acontecendo, como a Mostra de Cinema, o Festival de Blues e Jazz e o Festival de Gastronomia. Isso torna o local movimentado e cheio de good vibes.

Reserve um dia para ir de Maria Fumaça até São João del-Rey. Mas compre os ingressos com antecedência, porque é raríssimo haver assentos disponíveis no dia do embarque.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s