Uma relação baseada em breves momentos de prazer pode ser frustrante

Você pergunta e a Karlinha responde com um conselho amigo, uma palavra de carinho...

Namoro um homem casado há dez anos. Ele sempre disse que não ia se separar e eu concordei! Mas ele adoeceu e não posso nem visitá-lo no hospital (a família dele está lá). Ainda vale manter essa relação?
M. P., por e-mail

Como se costuma dizer, o amor é cego e a paixão é burra, não nos deixa raciocinar. Por isso, é sempre bom ficar com um pé atrás antes de se envolver com alguém comprometido. Depois de entrar de cabeça na relação, o sentimento aumenta e fica cada vez mais difícil pular fora. Mas cabe somente a você decidir qual caminho seguir: ou manter tudo como está (e sempre estará) ou dar um basta numa relação construída à base de breves momentos de prazer. Pese os prós e os contras, veja se está feliz assim ou apenas acomodada. Feito isso, você tem todo o direito de apostar que vai dar certo. Só não vale reclamar depois da atenção  que ele continuará não podendo lhe dar, ok, moça?

Sua amiga, Karlinha

 

* Participe da seção você também! Envie sua pergunta para o e-mail anamaria.abril@atleitor.com.br

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆