Vai para Amsterdã? Alugue uma bicicleta e siga o nosso roteiro

Esqueça os sistemas de transporte incríveis que são uma mão na roda nas outras cidades europeias: em Amsterdã, o melhor mesmo é "turistar" de bicicleta

Com 8 euros por dia você conhece lugares incríveis pedalando
Foto: Getty Images

As bicicletas estão por toda parte. Você certamente vai se deparar com uma moça pedalando de saia. Carregando a bolsa. Falando ao celular. Se antes Amsterdã exibia-se como a cidade da loucurinha, com seus cannabis coffee shops e as prostitutas do Red Light District, hoje vende-se mais como um exemplo de centro urbano sustentável, com seus 400 km de faixas especiais para ciclistas e leis rígidas de prioridade – há mais bicicletas do que carros! Não faltam, portanto, bons motivos para desbravar a cidade sobre rodas: o clima é ameno, o terreno é plano e alugar uma bike custa cerca de 8 euros por dia. Se não se sentir tão segura quanto as locais, pratique antes nas avenidas que circundam os canais, mais tranquilas. Pronta?

Primeiro dia

Siga para o Singel, um dos canais mais antigos, e estacione perto da Wolvenstraat. Caminhe até a Kalverstraat, rua de compras com todas as marcas que você já conhece. Mas vale mesmo entrar na Hema, loja holandesa que vende de maquiagem a comida, tudo barato, de marca própria. Por ali, está o Amsterdam Museum , com a exposição DNA Amsterdam, uma introdução à história da cidade. Pare para provar as famosas vlaamse frites (batatas fritas) do Vleminckx (Voetboogstraat 33) ou do Frietsteeg (Heisteeg 3). Para saladas, sopas e sanduíches por até 10 euros, vá ao Homemade (Singel 447). Pedale até a Dam, praça do Koninklijk Paleis. Deixe sua bike ali antes de seguir em direção à estação central, com destino ao bairro da luz vermelha, com as prostitutas nas vitrines e as sex shops – a Condomerie, com todo tipo de camisinhas, é simpática. Pedale pela margem do Amstel, cruze-o pela ponte Magere Brug, continue na Nieuwe Kerkstraat e entre à direita na Roetersstraat e à esquerda na Sarphatistraat. Em cinco minutos, você verá o último moinho de Amsterdã, hoje uma cervejaria. Para jantar, o Aan de Amstel, da food stylist e adepta do D.I.Y. cooking Yvette van Boven, é ótima pedida.

Segundo dia

Comece o dia na Museumplein, onde ficam o Van Gogh Museum, com obras do famoso pintor holandês; o Stedelijk Museum, de arte moderna, contemporânea e design; e o Rijksmuseum, reinaugurado depois de uma década em reforma. Depois, aproveite para um piqueninque no Vondelpark, que está bem perto (compre uma salada pronta e frutas numa banca). Da saída principal, você estará a menos de dez minutos dos famosos canais Herengracht, Keizersgracht e Prinsengracht, os grandes monumentos dessa cidade. Eles completam 400 anos em 2013! Para chegar, siga pela Leidseplein e depois Leidsestraat. Vá para o lado esquerdo e pedale sem destino. Observe as casas de tijolinhos escuros com seus diferentes telhados. O museu Het Grachtenhuis conta a história dos canais. Encerre o dia em um bom restaurante, como o Los Pilones, o Mashua ou o Everything on a Stick.

Terceiro dia

Reparou no estacionamento gigante de bicicletas em frente à estação central? É lá que você vai parar sua bike. Dali saem vários tours de barco: não dá para visitar Amsterdã sem andar na água. Depois, faça a travessia de três minutos pelo Rio IJ com o ferry gratuito (pegue o Buiksloterweg) – a bicicleta pode ir junto. Ali fica o Eye Film Institute, onde rolam exposições e sessões de cinema. O prédio futurista é uma atração à parte, e o bar-restaurante de vidro garante uma vista incrível. Na volta, pegue o tram e pedale até o canal Prinsengracht, para achar a Anne Frank Huis, onde a garota judia, autora do famoso diário, ficou escondida durante a Segunda Guerra Mundial. (Compre o ingresso antecipadamente.) Você está próxima das De Negen Straatjes, nove ruazinhas cheias de lojas bacanas, e do Jordaan, antigo reduto de operários, hoje cheio de bares e restaurantes legais. Experimente a torta de maçã do café Winkel 43. Finalize com pedaladas pelas ruazinhas do bairro mais charmoso e cool da cidade. Como os holandeses dizem para descrever uma situação que passa um sentimento bom e aconchegante, gezellig!

Alugue sua bike aqui

MacBike Rental

BikeCity

Amsterbike

Onde ficar

Stayok Amsterdam Vondelpark

Camas em dormitórios por 20 e poucos euros para quem não faz questão de conforto e privacidade.

Between Art & Kitsch

Quarto duplo a partir de 80 euros.

Park Boutique B&B

Quartos duplos a partir de 85 euros.

CitizenM

O quarto duplo no hotel moderninho sai por 132 euros.

Airbnb

Procure um apê no semicírculo dos canais ou próximo ao Vondelpark.
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s