Viagem: o melhor da primavera em Nova York

Aproveite o clima ameno e paisagens floridas para programas incríveis na cidade norte-americana

Parques floridos de cerejeiras exuberantes, magnólias em flor e a cidade inteira começando a se aquecer. A primavera em Nova York é definitivamente imperdível. A cidade oferece uma gama deliciosa de passeios culturais e gastronômicos e a temperature ainda é amena – já não faz tanto frio quanto março, nem tanto calor quanto julho. Para quem pretende dar uma escapadinha nos próximos meses, LOLA traz algumas dicas do melhor da cidade:

 
Hanami no Brooklyn Botanic Garden (900 Washington Ave, Brooklyn)
 
O ritual de observar as cerejeiras em flor foi chamada de Hanami pelos japoneses –  eles presentearam a cidade de Nova York com 220 árvores que florescem em um espetáculo único. O Jardim botânico do Brooklyn disponibiliza tours e mapinhas para aproveitar cada segundo deste espetáculo cor-de-rosa.
 
Expo da fotógrafa Cindy Sherman no MoMA
 
O poder de transformação da fotógrafa Cindy Sherman é incrível. Através de seus auto-retratos, ela navega nos mais diversos papeis femininos na sociedade e evoca reflexão, compaixão e revolta ao longo de sua carreira. O MoMA traz a trajetórias desta notável artista em 170 fotografias.
 
Picnic no Central Park
 
Os dias de primavera são fresquinhos e os novaiorquinos adoram passar a tarde no parque. Turmas se reunem para fazer Yoga, praticar um esporte ou simplesmente contemplar a cidade sob um novo ponto de vista. Uma boa dica é chegar ao Central Park pelo metrô Columbus Circle, dar uma passadinha no Whole Foods (supermercado super natureba, que fica no piso inferior do Columbus Circle), comprar umas comidinhas, sucos, e passar uma tarde bem tranquila sob uma das árvores do parque.
 
Observar as estrelas no High Line Park
 
Noite de terça-feira é para observar as estrelas em um dos parques mais diferentes da cidade. O High Line Park foi projetado sob uma antiga ferrovia construída nos anos 30 para transportar cargas perigosas que não podiam transitar na cidade. A ferrovia foi desativada nos anos 1980 e, em 2009, o parque foi inaugurado. Ao longo da passarela, a combinação entre cenas urbanas, pontos de descanso, interação social e as mais de 100 espécies diferentes de plantas é perfeita.
 
Comprinhas alternativas no Dekalb Market (332 Flatbush Ave Ext)
 
Uma mistura de lojinhas alternativas com comidas diferentes: o projeto do Dekalb Market visa trazer novidades sob uma ótica sustentável. É um grande bazar, com 22 vendedores que trazem coisinhas super bacanas com consciência ambiental.
 
 

Viagem: o melhor da primavera em Nova York

A banda Death Cab for Cutie faz show em Nova York

Showzinhos imperdíveis

 
1. Esperanza Spalding, no Webster Hall em 21 de abril
A cantora e instrumentista norte-americana é a nova garota-prodígio do jazz e está em turnê esbanjando todo seu hype e jazz smooth que teve grande influência de Stan Getz.
 
2. Death Cab for Cutie, no Beacon Theater em 27 e 28 de abril
Apesar do nome estranho, o Death Cab foi uma das bandas do ano em 2007. As músicas têm letras melódicas e melancólicas, mas tudo super bem feitinho com arranjos grandiosos e harmônicos.
 
3. Yann Tiersen, no Music Hall of Williamsburg em 28 de abril
Lembra daquela trilha Sonora fofa de Amelie Poulin? Pois bem, era Yann Tiersen. O estilinho parisiense do início do século, mesclado com notas doces, conquista qualquer coração.
 
4. The Cranberries, Terminal 5, dia 1 de maio
Sim! Eles voltaram! Toda a meiguice dos anos 90 está em turnê pelos Estados Unidos para promover o último disco, Roses, todo meloso e dramático, como o Cranberry sabe ser.
 
Bares charmosos para esticar o jantar
 
1. The Wayland (700 E 9th St com a Avenue C)
Um bar pequenininho e charmoso no East Village, que tem uma seleção super criativa de cocktails e um pianinho no andar de cima, caso alguém se empolgue e queira cantar depois de alguns drinks.
 
2. Bourgeois Pig Brooklyn (387 Court St entre 1st e 2nd Pls, Carroll Gardens, no Brooklyn)
O Bourgeois foi considerado pela revista Time Out como uma das grandes descobertas da cidade pelo menu criativo e saboroso de cocktails – que partem dos clássicos, passam pelos modernosos e atingem níveis mais bizarros, como o Zombie Amaro, que mescla Amaretto com menta e Fernet Branca.
 
3. Apothéke (9 Doyers St # 1 – Chinatown)
Depois de passar sem medo pelo leão de chácara que fica guardando um beco estranho de Chinatow, você pode relaxar com uma seleção única de mixologia. No Apothéke, dá até dó de beber os cocktails de tão lindos e criativos que são.
 

Viagem: o melhor da primavera em Nova York

Um dos melhores programas da primavera novaiorquina é passear no High Line Park

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆