10 lições de Dulce para cuidar dos filhos

Dulce, personagem de Cássia Kis Magro em Morde & Assopra, dá uma lição de vida em cada capítulo e ensina a transmitir valores para crianças e adolescentes

As cenas de Dulce com o filho estão entre as mais comentadas da novela! Ela sempre ensina Guilherme a reconhecer os próprios erros
Foto: Divulgação – Rede Globo

“Não é preciso ter diploma para ter sabedoria.” “Dinheiro não traz necessariamente a felicidade.” “O amor é mais forte do que o orgulho.” Todos esses ditados são colocados em prática por Dulce, a faxineira de Morde & Assopra, vivida pela atriz Cássia Kis Magro. Na novela global, ela luta para pagar os estudos do filho, é enganada por ele e começa outra batalha: ensinar valores como ética, humildade e solidariedade. “Mostrar com suas atitudes o valor do trabalho importa muito mais do que só falar sobre isso e dar conselho”, defende a psicóloga Cecília Russo Troiano, autora de Vida de Equilibrista – Dores e Delícias da Mãe que Trabalha (Ed. Cultrix).

Em cada capítulo da novela, Dulce dá uma lição de vida e mostra que a experiência pode valer muito mais do que o dinheiro. Inspire-se na força dela e ponha você também seu filho na linha.

A psicóloga Cecília Russo Troiano comenta as lições:

1. “Você acha feio a sua mãe vender cocada? Eu vendo cocada para ajudar nas suas despesas”

Lição: Ter orgulho de seu ofício. A mãe que se orgulha de seu trabalho diminui até a culpa por sair de casa todos os dias. Mesmo que não demonstrem, os filhos sentem orgulho dessas mães e isso os estimula a buscar uma profissão que amem.

2. “O mais importante é que nós dois estamos juntos”

Lição: Demonstrar amor acima de tudo. O amor materno é um sentimento profundo, que terá impacto na vida do filho no futuro.

3. “Não tem vantagem ser pobre, mas é a realidade da sua mãe. Tem essa casa velha aqui que eu herdei dos meus pais e dou graças a Deus porque, senão, a gente não ia ter onde morar. A gente tem uma cama pra dormir, um teto pra cobrir a gente, uma panela com comida, que é simples e de pobre, mas fome a gente não passa, não”

Lição: Ser humilde e grata por seus bens. Muita gente se gaba por suas conquistas materiais, mas há outras valiosas na vida, como o caráter e a boa educação. É fundamental reconhecer o valor das conquistas dos outros. Orgulhe-se de suas vitórias materiais sem se deslumbrar com elas.

4. “Sei que está faltando muita coisa nessa casa, mas não compro porque todo dinheiro que ganhei mandei para os seus estudos”

Lição: Valorizar a escola. O estudo é o passaporte para um futuro melhor, um emprego bom, dinheiro e realização profissional.

5. “Eu me sacrifiquei por você, Guilherme, e pra quê? Você não tem profissão nenhuma. Então, se você não estudou feito eu, vai ser faxineiro”

Lição: Impor limites. Punir também é amar. Não bater, xingar, mas ensinar, demonstrar o erro do filho e o que é certo. Isso é educar.

6. “O que falam de mim? Que eu ganho pouco, mas que sou honesta”

Lição: Ter ética. Respeitar o próximo, ter bom caráter e seguir os deveres impostos pela sociedade são valores passados aos filhos por meio de bons exemplos. Quando a criança cresce observando esses ensinamentos de perto, fortalece seu caráter e se transforma em um adulto honesto e responsável.

7. “Eu não posso te obrigar a dar amor para o seu filho, mas cuidar dele, você vai ter de cuidar”

Lição: Arcar com a consequência de seus atos. Amor não é deixar seu filho fazer tudo o que quer, e sim estabelecer limites.

8. “Se eu pudesse, pegava uma borracha para apagar todas as coisas erradas que eu fiz”

Lição: Reconhecer os próprios erros. Ao assumir um erro, a mãe não está desmerecendo seu papel, mas mostrando que não há nada de vergonhoso em rever algumas posições e voltar atrás quando preciso.

9. “A vingança não nos leva a nada. Você não tem que tratar o outro mal só porque um dia foi tratado mal por ele. Alimentar ódio e rancor só nos faz mal”

Lição: Perdoar é o melhor caminho. Desculpar alguém que nos magoou ou nos causou algum mal ajuda a evitar derrame, infarto e uma porção de outras doenças. Portanto, ensinar os filhos a perdoar pode melhorar até mesmo a saúde deles.

10. “Na minha cabeça, a felicidade de um filho era dar coisa pra ele. Dei tanta coisa pra você, mas tanta coisa… e olha só, você virou um egoísta! Você só pensa em você, em mais ninguém”

Lição: Não ter medo de encarar a realidade, mesmo que seja dura. Parar de tapar o sol com a peneira é meio caminho andado para resolver o problema. Não adianta ficar tentando justificar as atitudes de seu filho: às vezes, é preciso mudar de estratégia e não ter medo de procurar ajuda, seja do pai dele, de um amigo ou até encaminhar o jovem a um psicólogo.