3 causas da obesidade infantil

Entenda como seus hábitos alimentares podem influenciar seu filho e ajude a criança a se tornar um adulto feliz e saudável.

Foto: Getty Images

 

Crianças obesas têm mais chances de se tornar adultos obesos.” É o que garante o nutrólogo André Veinert, da Clínica Healthme, em São Paulo. No Brasil, três a cada dez crianças estão acima do peso. A origem do problema pode estar dentro de casa. O consumo de alimentos ricos em gorduras, sal e açúcar pelos pais influencia diretamente a alimentação das crianças. “Adultos acima do peso também deixam de incentivar a prática esportiva se forem sedentários”, explica. Conheça as causas da obesidade infantil e cultive hábitos saudáveis. Aliás, servir de exemplo para os filhos é um ótimo incentivo para cuidar da própria saúde!

As causas da obesidade infantil

O barato sai caro!

Biscoitos, salgadinhos, doces e refrigerantes custam pouco, mas são ricos em sal e açúcar. Resultado: engordam a criança sem fornecer nutrientes. Ofereça opções saudáveis, como frutas e sucos naturais.

Crie uma rotina saudável

Muitos pais culpam o lanche escolar pelo sobrepeso dos filhos. Mas, em muitos casos, o problema está nos hábitos da família que consome produtos industrializados, frituras e doces em excesso. Cuide da lancheira do seu filho! Se ele consome alimentos preparados na escola, informe-se sobre o que é servido.

Falta de exercício físico 

Trocar brincadeiras, como pega-pega ou um esporte em grupo, por jogos eletrônicos, computador ou tevê queima menos calorias. Dê o exemplo: leve-o para passeios ao ar livre e sugira atividades físicas.

Cultive bons hábitos desde o nascimento

Segundo o nutrólogo André Veinert, adotar alimentos saudáveis desde que o bebê começa a comer alimentos sólidos influencia positivamente na saúde da criança ao longo da vida inteira. “A oferta generosa de verduras, legumes, frutas, além de boas fontes de proteínas, carboidratos e gorduras desde o início da alimentação é a chave para a boa saúde da criança até chegar à fase adulta”, explica. Conclusão: ofereça ao seu filho pratos coloridos e com pouco sal desde cedo. Assim, ele vai desenvolver o paladar ideal.

Meu filho está acima do peso. E agora?

Além da má alimentação e da falta de exercício físico, outros fatores podem desencadear o ganho de peso em crianças e adolescentes. Caso a criança esteja acima do peso, é preciso procurar ajuda médica. Problemas hormonais e outras doenças devem ser investigados pelo pediatra ou hebiatra (médico que cuida dos adolescentes). O especialista indicará a dieta adequada para cada caso. A obesidade infantil pode vir acompanhada de pressão alta e diabetes, cada vez mais comuns entre crianças. Regimes sem orientação médica podem prejudicar o desenvolvimento e até causar deficiências de nutrientes. A perda de peso, quando eles ainda estão em fase de crescimento, deve ser alinhada com o aumento de estatura.

Fontes: André Veinert, nutrólogo da Clínica Healthme  e Ministério da Saúde.
 

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆