6 jogos educativos para as crianças curtirem o resto das férias em casa

Nada melhor do que passar o tempo se divertindo e desenvolvendo habilidades.

Ainda temos alguns dias de férias escolares pela frente, muitas famílias já voltaram de viagem e as crianças precisam ser entretidas quando estiverem dentro de casa. Em vez de deixá-las na frente da TV ou com um tablet na mão, sugira jogos educativos. Elas adoram, se desenvolvem e evitam os males causados pelo excesso de uso de aparelhos eletrônicos na infância.

Trazemos aqui seis sugestões de atividades – são jogos indicados para crianças a partir de 2 anos de idade. Escolha os que mais tenham a ver com seus filhos e os amiguinhos deles e boa diversão!

Caça ao tesouro do pirata

Não precisa ser muito sofisticada: uma caixa de papelão vira navio e tubos internos de papel toalha fazem as vezes de lunetas. A missão das crianças será encontrar o que lhes for ordenado – brinquedos, objetos da casa, frutas, o que estiver disponível.

Para incrementar, podem ser adicionados detalhes à caça. Por exemplo: encontrar roupas azuis, objetos que comecem com a letra V, frutas redondas e assim por diante.

O que trabalha: observação, associação de cores, letras e formatos, concentração, agilidade física.

Jogo da memória de tabuleiro

Faça dois tabuleiros iguais de EVA, com diversos quadrados – podem ser 4 x 4, 6 x 6 ou maior, você decide. Preencha um com formas geométricas também cortadas em EVA, em cores diversas. O outro será dado vazio para as crianças, que receberão formas geométricas cortadas em EVA iguaizinhas às que preenchem o primeiro tabuleiro.

Elas então precisarão preencher o tabuleiro vazio colocando as formas coloridas nos mesmos lugares em que estiverem seus pares no tabuleiro montado. O desafio fica por conta de o tabuleiro modelo ser coberto (com uma toalha, por exemplo) a cada rodada.

O que trabalha: memorização, concentração, agilidade de raciocínio.

Jogo da velha alternativo

O tradicional jogo da velha feito no papel é substituído por um jogo em larga escala, montado em uma mesa e que terá biscoitos ou flores ou frutas para fazer as vezes dos “X” e dos “O”. Se as crianças quiserem “beliscar” as comidinhas usadas, deixe. Elas estão de férias, afinal de contas.

O que trabalha: estratégia, observação.

jogos educativos para as crianças curtirem em casa no resto das férias - jogo da velha

 (Emilija Manevska/Getty Images)

Twister com desafios

A dinâmica normal do Twister é por sorteio de cor e parte do corpo que deve ser encostada no círculo correspondente. Aqui, é acrescentado um desafio: a criança tem que responder uma pergunta relacionada ao que aprendeu na escola no ano passado (mas algo simples, por favor!) para então poder sortear a cor e a parte do corpo – ou seja, poder efetivamente brincar. Se a resposta for errada, a criança permanece na mesma posição e só terá outra chance de se mexer na próxima rodada.

O que trabalha: noção de espaço, equilíbrio, além de ser um aquecimento para a volta às aulas.

Corrida de aviões de papel

Faça vários aviões de papel e dê um para cada criança. No chão, desenhe uma pista de aeroporto com fita crepe e marque pelo menos cinco pontos, com dois palmos de distância entre cada um deles, e uma linha de chegada. As crianças precisarão jogar os aviões mirando, claro, a linha de chegada. O avião que a alcançar antes ganha.

O que trabalha: mira, concentração, noção de espaço e noções de física.

Encontre e encaixe a forma

Este é um jogo para as crianças menorzinhas, de 2 e 3 anos de idade. E é bem simples: desenhe triângulos, quadrados, retângulos e círculos em uma cartolina e dê aos pequenos peças de plástico ou de madeira nestes mesmos formatos. O objetivo é colocar sobre os desenhos as peças de formatos correspondentes. Neste jogo não tem vencedor nem competitividade: com os pequenininhos, o melhor é apenas estimular.

O que trabalha: observação, noções de formatos.

Fontes consultadas: Cibele Xavier (psicopedagoga), Flávia Gouveia (pedagoga especializada em Ensino Fundamental I) e Junia Alencar (psicopedagoga)

Conheça os signos que todo mundo odeia – escute no nosso podcast!