8 séries da Netflix que mostram diferentes tipos de família

Esses seriados provam a importância da família, sejá lá como ela for.

O que família significa para você? A resposta não tem a ver com pai, mãe e filhos. Família é muito mais do que a formação tradicional que tanto se fala.  Afinal, o importante é que dentro do lar prevaleça sempre o respeito, o amparo e, principalmente, o amor, em todas suas formas. E para isto não existe regra.

Inspiradas nas diferentes configurações familiares, as séries têm retratado personagens que possuem lares diversos, mas sempre cheinhos de carinho. Separamos 8 seriados para você acompanhar e entrar para família na Netflix:

Jane, The Virgin

 (Divulgação/Divulgação)

Jane (Gina Rodriguez) só conheceu o seu pai, um galã de novela famoso, depois de adulta. Foi criada pela mãe e a avó, ou melhor, a querida abuela, a quem prometeu só perder a virgindade depois de casar. Com muito bom humor, as três mulheres dão exemplo de parceria e força. Mas, resultado de uma inseminação artificial por engano, Jane fica grávida de Rafael (Justin Baldoni), dono do hotel onde trabalha. Eles dividem, amigavelmente, a guarda do pequeno Mateo, que também convive com as suas irmãs, por parte de pai. Sim, a história é um pouco confusa e bem louca, mas o importante aqui é que eles estão sempre juntos e se ajudando.

Gilmore Girls

gilmore girls sofa assistindo tv

 (GIlmore Girls/Divulgação)

Com MUITO café, comida chinesa e pizza, a série nos encanta com o amor implacável de mãe e filha. Elas brigam, fazem as pazes e sempre estão ali para consolar quando aquele namorado embuste decide terminar a relação. Na dor e na felicidade, isso é família! ❤

Grace and Frankie

 (Divulgação/Divulgação)

Após seus maridos pedirem os divórcios para casarem um com o outro, Grace (Jane Fonda) e Frankie (Lily Tomlin) acabam indo morar juntas, por “livre espontânea pressão”, diríamos. Com muita loucura, amor e também desentendimentos, a história mostra o valor da amizade e que não existe padrão, nem idade, para construir ou reconstruir uma família.

One Day at a Time

 (Netflix/Divulgação)

A trama divertida foca em Penélope (Justina Machado), uma mãe recém-divorciada e também uma militar recém-reformada, tentando se adaptar à vida civil e familiar com dois filhos adolescentes e sua mãe, Lydia (Rita Moreno). A série levanta questionamentos importantes como depressão, sexualidade, identidade de gênero, sexismo e religião. Lembrando que o apoio de família e amigos em momentos difíceis é essencial! 

Os Fosters

 (IMDB/Divulgação)

Considerada não convencional por muitos, esta família é formada por duas mães: a policial Stef (Teri Polo) que foi casada com seu colega de trabalho Mike (Danny Nucci), com quem teve um filho, Brandon (David Lambert). E uma vice-diretora de escola, Lena (Sherri Saum). Elas resolvem adotar a adolescente problemática Callie (Maia Mitchell) e os irmãos gêmeos Jesus (Noah Centineo) e Marianna (Cierra Ramirez), que foram abandonados pela mãe. Essa série é ótima para maratonar e entender que família é diversidade e amor.

Campeões

 (IMDB/Divulgação)

Infelizmente, a série só tem uma temporada. Mas se você gosta de comédia, vale a pena conhecer a história dos dois irmãos, Vince (Anders Holm)  e Matthew (Andy Fravreau), donos de uma academia de Nova York chamada Champions. Eles têm suas vidas transformadas, após a ex-namorada de Vince, Priya (Mindy Kaling), deixar o filho gay com o pai.

Atypical

ATYPICAL

 (Netflix/Divulgação)

Sam (Keir Gilchrist), um jovem de 18 anos que vive dentro do espectro do autismo, decide dar uma chance para o amor e procurar uma namorada e conta com o apoio dos pais e da irmã. Toda a independência buscada por Sam, movimenta os outros membros da família, que buscam ressignificar suas vidas. A série discute o papel de mãe e pai, o amor e os desafios da adolescência. Quando a família caminha junto, fica mais fácil, né?

Fuller House

 (IMDb/Divulgação)

A sequência do clássico “Três é Demais” vai provar que família não tem padrão e nem tamanho certo. Após D.J. (Candace Cameron) perder o marido, a sua irmã e cantora Stephanie (Jodie Sweetin) e sua melhor amiga, a mãe solteira Kimmy Gibbler (Andrea Barber), junto com a filha Ramona (Soni Bringas), vão morar com ela para dar uma mãozinha na criação de seus três filhos. É, amigos são mesmo a família que a gente escolhe. 

Tem vida fora da Netflix também, gente!

E anota aí, mais duas séries que não estão na Netflix, mas você também vai querer se familiarizar:

Modern Family

 (Divulgação/Divulgação)

Uma família pode ser a junção de várias famílias, por que não? É o caso de Modern Family: Jay Pritchett (Ed O’Neill) é pai de Claire Dunphy (Julie Bowen) Mitchell Pritchett (Tyler Ferguson) e é casado com a colombiana Gloria (Sofia Vergara), mãe do pré-adolescente, Manny (Rico Rodriguez). Claire é casada com Phil Dunphy (Ty Burrell) e mãe de três filhos – Haley (Sarah Hyland), Alex (Ariel Dunphy) e Luke (Nolan Gould). Mitchell é casado com Cameron Tucker (Eric Stonestreet) e eles adotaram uma bebê vietnamita chamada Lily. Bem diferentes, uma coisa os une: amizade e amor. 

This is Us

 (IMDb/Reprodução)

Não vamos dar spoiler, apenas que a trama se passa em diferentes tempos e com muito flashback. Rebecca (Mandy Moore) e Jack (Milo Ventimiglia) são um casal esperando trigêmeos. Kevin (Justin Hartley) é um ator de televisão cansado de sua vida fútil, Kate (Chrissy Metz) é uma mulher obesa em crise e Randall (Sterling Brown) acabou de reencontra seu pai biológico. Eles nasceram no mesmo dia e seus caminhos vão se cruzar. Apenas assistam! Podemos dizer que as histórias dessas famílias vão te emocionar muito.

 

 

 

 

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆