Ainda dá tempo: comece agora a se programar para as férias escolares

Em uma semana, você consegue se organizar para passeios, viagens e períodos de descanso. Basta colocar tudo no papel.

Faltam dez dias para as férias escolares de verão e, se você ainda não programou como serão os dias em que as crianças não terão nenhuma atividade formal para ocupar o tempo, não se desespere. De acordo com a consultora Andréia Dallamare, especialista em gestão de tempo, é possível organizar passeios, viagens e até os períodos de ócio, que também são necessários, em apenas uma semana.

Confira, a seguir, um cronograma simplificado que ela formulou para as leitoras do MdeMulher.

Dia 1 – Defina o destino da viagem de família

São basicamente três tipos de destinos: praia, campo/serra ou resort. Converse em casa sobre o lugar para o qual todos querem ir – é mais legal quando todo mundo está na mesma vibe, não é mesmo?

Caso você seja separada e as crianças vão passar parte das férias com o pai ou com a outra mãe, procure saber para onde eles irão e evite repetir o destino. Se por lá ainda não houver definição, avise qual foi a sua escolha o quanto antes, para evitar o mesmo tipo de contratempo por parte deles.

Dias 2 – Compre as passagens aéreas (ou se organize para isso)

Prepare-se para os valores inicialmente um pouco salgados, mas respire fundo e não faça uma compra impulsiva, de desespero.

“O preço da urgência sempre é mais alto; quanto mais próximo o voo, mais cara é a passagem. Fique de olho em promoções relâmpago que as companhias aéreas costumam fazer no fim de ano. Elas normalmente duram um ou dois dias, às vezes apenas uma madrugada. Cadastre-se para receber as newsletters das empresas e receber os avisos destas ações por e-mail”, afirma Andréia.

Então, se você não encontrar um preço bom de cara, a dica é esperar um pouco – pelo menos até o próximo fim de semana – para dar uma chance às promoções.

Dia 3 – Faça as reservas de hospedagem

Está um pouco em cima, é verdade, mas ainda é possível encontrar vagas em hotéis, pousadas ou resorts. O melhor é ligar nos lugares escolhidos e tentar fazer as reservas por telefone. A consultora explica por quê: “Muitas vezes, o site indica que não há mais vagas, mas é comum esses estabelecimentos deixarem alguns quartos separados para as reservas de última hora. O comum é pedirem um sinal do pagamento por depósito bancário.”

Dia 4 – Defina dias para atividades e dias para ócio

Calendário na mão, foque nos dias em que a família estará na cidade. Reserve metade deles para atividades fora e a outra metade para as crianças ficarem em casa. “É importante ter um tempo para não fazer nada. O excesso de estímulos pode acabar deixando os pequenos agitados, estressados e até prejudicar o sono”, alerta Andréia.

Programação de férias - atividades

 (monkeybusinessimages/Thinkstock/Getty Images)

Dia 5 – Escolha programas para os dias de atividades fora

Passeios em parques, peças de teatro, um filme no cinema, parque de diversões, visita a alguém querido… São muitas as possibilidades de programas, e se você conseguir defini-los e agendá-los, tudo fluirá melhor. Aproveite para já comprar os ingressos de cinema, teatro e parques de diversões.

Dia 6 – Bole atividades para os dias de ócio em casa

Nada de largar as crianças em frente à TV ou com o tablet na mão nos dias de ócio. O ideal é bolar atividades tranquilas para serem feitas em casa, como jogos, atividades manuais (colagens, artesanado) e até formas divertidas de elas organizarem as roupas e os brinquedos, por exemplo. Se houver essa possibilidade, convide amiguinhos delas para passarem esses dias na sua casa.

Dia 7 – Organize as roupas das crianças para as férias

Crianças perdem roupas de um ano para o outro, e pode ser que aqueles conjuntinhos lindos, para passeio, de shorts e camisetinha do verão passado agora estejam curtos ou justos. Faça uma varredura no armário de seus pequenos para verificar isso e, se necessário, já planejar a compra de novas peças para as festas de fim de ano e para a viagem de férias.