Após romper namoro, jovem de 17 anos é assassinada pelo ex

Segundo a polícia, o homem cometeu o crime por não aceitar o rompimento. Até quando teremos que ler notícias assim TODOS OS DIAS?

Mais um caso bárbaro de violência contra a mulher, dessa vez em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha. A jovem Gracielli Degasperi Grandi, de 17 anos, foi morta a tiros pelo ex-namorado dentro de casa. Segundo a polícia, Tiago Tavares de Oliveira, de 21 anos, cometeu o crime pois não havia aceitado o fim do relacionamento. 

De acordo com o jornal local, O Pioneiro, Tiago recebeu a permissão do pai de Gracielli para entrar na casa. Ele disse que queria conversar com a moça e o ex-sogro não se opôs. Ao chegar no quarto dela, o homem disparou pelo menos três vezes, enquanto Gracielli dormia. Em seguida, ele ameaçou o pai da jovem e fugiu. Até o momento, o homicida continua foragido.

De uma vez por todas, é preciso compreender que o machismo mata e que essa cultura de posse dos homens sobre as mulheres precisa acabar. Prova disso é que, assim como Gracielli, 1 em cada 3 mulheres assassinadas no Brasil é morta pelo companheiro ou ex-companheiro. Esse é um dado do Mapa da Violência no Brasil, divulgado no final de 2015. Quantas mais precisam morrer para que esse quadro mude?