Como criar filhos amorosos

10 dicas de ouro para construir uma relação de carinho com seus filhos

A forma como você trata sua mãe é o 
parâmetro do filho. Trate-a bem se 
desejar ser bem tratada
Foto: Getty Images

Não existe tradução mais precisa para a palavra amor do que a relação entre mãe e filhos. Alguma dúvida? Pergunte a qualquer mulher se há amor mais forte do que o da mãe por seu pequeno.

Mas é na própria intensidade desse amor que reside o principal conflito das mães modernas: a inevitável culpa por terem de se afastar dos seus filhotes por causa do trabalho. Aí está também a origem do problema mais comum na educação das crianças e adolescentes nas últimas décadas: a falta de limites, fruto da tentativa das mães de compensar a ausência fazendo as vontades dos pequenos. O resultado são filhos rebeldes e brigas frequentes.

A atriz Flávia Alessandra, de 32 anos, sabe o que é ter de se dividir entre as gravações das novelas e a atenção requisitada pela filha, Giulia. ”Para mim, a solução foi levar a sério a qualidade do tempo que temos juntas”, afirma. ”Ajudo nas pesquisas da escola, andamos de bicicleta, damos banho no cachorro. À noite, ela prepara uma pizza e eu sou a ajudante”, enumera. A atriz também procura fazer-se presente no dia-a-dia da filha. ”Um dia, levei do Projac uma lagarta para ela mostrar na escola quando estava estudando a metamorfose. Foi um sucesso!”

A atriz estimula o carinho da filha antecipando-se nas manifestações de afeto. ”A atitude dos filhos é um reflexo da nossa. Quando a Jujuba chega cansada da escola, faço uma massagem nela. Dia desses, cheguei do trabalho exausta. Então, ela disse que ia me fazer uma ‘supermassagem!’ ”, recorda. ”Amor é isso!”

 

Dicas para ter filhos felizes e amorosos

Ame a sua mãe para ser amada por seus filhos
 
O tratamento que você dá aos seus pais é o referencial para seus filhos sobre como devem tratar você quando forem adultos. Por isso, dê o exemplo:

. Mesmo casada, não se esqueça dos seus pais, para não ser esquecida por seus filhos quando eles constituírem a família deles.

. Perdoe. Não deixe que as brigas impeçam você de gozar da cumplicidade e do amor infinito da sua mãe. Aceite as limitações dela e evite discussões desnecessárias.

. Cuide. Os anos invertem a relação de dependência entre filhos e pais. Tenha paciência com os atritos que vêm com a idade.

Regule a TV 

No Brasil, as crianças passam em média seis horas diárias na frente da TV, uma companhia que tem influência direta na formação deles. TV em excesso gera isolamento e a programação inadequada pode transmitir valores incorretos. Saiba como inverter essa equação:

. Uma boa medida para calcular o tempo de exposição à telinha é comparar o número de horas que a criança passa diante da TV e o tempo que passa com você.

. Avalie: os programas que você e seu filho vêem trazem informações interessantes para seu filho?

. Proporcione alternativas. Passeios, circo, livros infantis, brincadeiras, esportes e conversas são opções para deixar seus filhos menos dependentes da telinha.

Façam as refeições juntos

A correria do dia-a-dia deixa pouco tempo para os almoços em família, fundamentais para a união familiar. Entenda por quê:

. As refeições à mesa são o espaço ideal para o diálogo, permitindo aos pais aproximar-se dos filhos sem parecer indiscretos.

. Da mesma forma, é mais fácil para os filhos se abrir nesses momentos do que se tivessem de procurar os pais para se aconselhar..,

. Os almoços de domingo reforçam a identidade da família. Eles promovem um encontro de gerações, colocando os mais jovens em contato com o carinho e os ensinamentos dos avós, inculcando neles o respeito e a tolerância aos mais velhos e o amor à família.

Imponha limites 

Ao contrário do que muitas mães pensam, a atitude permissiva não reforça os vínculos com os filhos.

. Uma pesquisa norte-americana com 1.000 crianças e adolescentes revelou que só 10% deles desejavam passar mais tempo com suas mães. Porém, 65% reclamavam que elas não sabiam o que se passava na vida deles. Conclusão: mais do que a quantidade de tempo dedicado a eles, os filhos sentem falta de atenção real por parte dos pais. ”Não adianta preparar um café caprichado, e não ouvir o que seu filho tem a dizer”, diz a coordenadora do estudo, Ellen Galinsky.

. Muitas das travessuras das crianças ou desfeitas dos adolescentes têm como objetivo chamar a atenção dos pais. Por isso, a mensagem que fica após uma bronca ou castigo é: ”Minha mãe se importa comigo”.

. A atriz Flávia Alessandra não abre mão das broncas quando necessário. ”Minha estratégia é o castigo da subtração: se a Giulia errou, tiro a boneca que ela mais gosta, por exemplo”, diz ela. 

Veja mais dicas para criar filhos amorosos na próxima página.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s