Como criar filhos seguros e felizes

Veja como lidar com os problemas que surgem na adolescência e se inspire em Fiuk, o Bernardo de Malhação ID, e outros personagens para criar a garotada

“Minha mãe é minha melhor amiga”,
diz Fiuk
Foto: Márcio Bunes

Quando são bebês, os filhos choram de manha, sono e carência. Basta um chamego, tudo se resolve. Quando crescem, você não pode mais colocá-los no colo. E os problemas mudam: paixões não correspondidas, dúvidas sobre o futuro, insatisfação com a aparência…

A mãe precisa estar atenta. Mas como, se ele não deixa? Com um pouco de jeitinho. Na novela Malhação ID, Cissa (Vera Zimmermann) mete os pés pelas mãos quando sente ciúme do namoro do filho, Bernardo (Fiuk). “É preciso tomar cuidado com essa invasão”, diz Vera.

Zelosa sim, invasiva não!
Bernardo faz sucesso com as garotas e vê na mãe uma companheira. Mas, ao sentir que ela se intromete no namoro, ele se afasta. Fiuk conta que a mãe na vida real, Cristina Kartalian, o respeita. “Nossa relação é de amor. O filho precisa entender a mãe e vice-versa”, diz.

Fiuk tem razão. “O jovem não espera que os adultos concordem sempre com ele, mas que o entendam e o escutem”, diz a psicóloga Elizabeth Monteiro, autora do livro Criando Adolescentes em Tempos Difíceis (ed. Summus). Para entrar na realidade do seu adolescente, inspire-se nos exemplos de Malhação. Você é a pessoa certa para ajudá-lo.