Como manter seu orçamento sob controle

Para fechar o mês no azul, é preciso ter todos os gastos na ponta do lápis! Veja como controlar suas contas

Entenda seu orçamento mensal e fuja do vermelho!
Foto: Getty Images

O orçamento doméstico funciona como uma balança: ajuda a manter o equilíbrio entre nossa receita (quanto ganhamos) e as despesas mensais (quanto gastamos). “Para essa estratégia dar certo, é preciso estar consciente da situação financeira enfrentada, ter disciplina e dedicação no controle dos gastos e envolver toda a família na empreitada”, afirma Daniela Godinho, consultora em Finanças e Consumo Consciente e autora do livro Inteligência Financeira – Faça MAIS com MENOS. Confira as dicas da especialista:

1. Entenda o que é renda

Trata-se do dinheiro que você ganha como…

. Autônoma: Recebe honorários sobre o que produz.

. Trabalhadora empregada: Possui salário fixo mais benefícios (ex: vale-refeição).

. Aposentada ou pensionista: Conta com salário do INSS ou pensão.

2. Identifique suas despesas

Elas se dividem em três grupos…

. Fixas: Contas mensais que têm sempre a mesma data para pagar. Exemplos: água, luz, telefone, empréstimo bancário, seguro do carro, escola das crianças, financiamento do carro.

. Variáveis: Gastos do dia a dia, normalmente pagos à vista, em dinheiro, no débito automático ou no cartão de crédito. Exemplos: feira, padaria, remédios, cinema em família.

. Especiais: Gastos emergenciais ou programados com antecedência. Exemplos: doença, acidente, impostos, consertos em geral, material escolar, presentes de Natal, festa de aniversário dos filhos, viagens.

3. Elabore um planejamento… e compare no fim do mês!

O planejamento deve ser feito no começo de cada mês e conter o dinheiro que entra (Receita) e o que imagina que vai gastar (Previsão). No fim do mês, complete a coluna de Gastos Reais (com o resultado do passo 4) e compare com a de Previsão. Assim, conseguirá ver direitinho para onde vai a grana da família. Não deixe de incluir nas despesas parcelas de dívidas que você já tem! Veja o exemplo:

Fonte de Renda – Seu salário líquido (valor com os descontos)
Receita – R$ 1.000

Fonte de Renda – Salário líquido do marido
Receita – R$ 1.570

Fonte de Renda – Horas extras
Receita – R$ 250

Fonte de Renda – Gratificação
Receita – R$ 100

Fonte de Renda – 13º salário
Receita – R$ 0

Fonte de Renda – Renda de aluguel
Receita – R$ 0

Fonte de Renda – Outras receitas
Receita – R$ 0

Total – R$ 2.920

Despesas – Água

Previsão (o que imagina que vai gastar no mês) – R$ 30
Gastos Reais (o que realmente gastou) – R$ 45

Despesas – Luz

Previsão (o que imagina que vai gastar no mês) – R$ 50
Gastos Reais (o que realmente gastou) – R$ 50

Despesas – Aluguel

Previsão (o que imagina que vai gastar no mês) – R$ 300
Gastos Reais (o que realmente gastou) – R$ 300

Despesas – Celular

Previsão (o que imagina que vai gastar no mês) – R$ 90
Gastos Reais (o que realmente gastou) – R$ 120

Despesas – Farmácia (total no mês)

Previsão (o que imagina que vai gastar no mês) – R$ 64
Gastos Reais (o que realmente gastou) – R$ 209

Despesas – Padaria (total no mês)

Previsão (o que imagina que vai gastar no mês) – R$ 40
Gastos Reais (o que realmente gastou) – R$ 62

Despesas – Prestação do carro

Previsão (o que imagina que vai gastar no mês) – R$ 500
Gastos Reais (o que realmente gastou) – R$ 500

Total de Previsão (o que imagina que vai gastar no mês) – R$ 1.074

Total de Gastos Reais (o que realmente gastou) – R$ 1.286

Use as tabelas como referência. Copie o modelo num caderno e monte suas tabelas conforme seus gastos e suas necessidades

4. Anote todos os gastos

Em um calendário ou caderninho, anote todas as despesas, independentemente do valor: até as baratinhas devem entrar na conta! E, para facilitar a vida, registre-as diariamente:

Setembro – 2013

15 (Segunda)

Transporte: R$ 6
Padaria: R$ 5
Pizza: R$ 20
Prestação da TV: R$ 120 (Para se organizar melhor, anote os gastos fixos na data de vencimento com a cor diferente)

No fim do mês, some todos os gastos do mesmo tipo (ex.: tudo o que você comprou na padaria em outubro deu R$ 62) e passe o total para a tabela de Gastos Reais.

5. Verifique o saldo

Para fechar o orçamento do mês, pegue a calculadora e subtraia o total das despesas do total da receita:

Total da receita: R$ 2.920 – Total das despesas: R$ 1.286 = SALDO: R$ 1.634

Se o saldo for POSITIVO (ou seja, sobrou dinheiro no fim do mês como no exemplo), parabéns! Mas não saia gastando: coloque uma parte na poupança. Se o saldo der NEGATIVO, reveja seus gastos e corte despesas. Ou então, tente ganhar um extra para equilibrar as contas e evitar a bola de neve do endividamento.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s