Dicas para conservar as panelas

Aprenda a cuidar bem de suas panelas para que o tempo e mal uso não contaminem a comida

Não importa se é num restaurante ou na nossa casa: em qualquer cozinha, as panelas são as rainhas do pedaço.

Não à toa, elas existem em várias formas, tamanhos e materiais. O problema é que tanta diversidade deixa a gente confusa. Como conservar as panelas de ferro? E as de ágata? Qual o melhor jeito de limpar o inox?

É importante tirar essas dúvidas porque a lavagem ou conservação errada das panelas favorece a contaminação dos alimentos. E a última coisa que uma cozinheira quer é que sua comida dê aquele piriri…

Compare os prós e contras dos materiais mais usados em panelas…

Dicas para conservar as panelas

Foto:Penna Prearo / Dreamstime

1. Ferro

– Vantagens: Resistente, seu uso regular ajuda na prevenção e no tratamento da anemia. Isso acontece durante o cozimento, quando o ferro é repassado para a comida. 

– Desvantagens: Guardar comida na panela pode aumentar a concentração de ferro, causando diarreia. Xi! 

– Dica: Para não enferrujar, lave-a logo após o uso e seque a panela na chama do fogão.

2. Pedra

– Vantagens: Durável, sem cheiro, não muda o sabor da comida. Boa para fazer vários pratos (arroz, feijão, carnes), é especialmente útil no preparo de pratos demorados, como feijoada. 

– Desvantagens: Pesada, quebra com facilidade. 

– Dicas: Lave-a com esponja macia e não aqueça a peça a seco antes de despejar líquidos frios.

3. Ágata (esmaltada)

– Vantagem: Evita a proliferação de fungos e bactérias. 

– Desvantagens: Qualquer atrito faz o esmalte se soltar. 

– Dicas: Use colheres de pau, plástico ou silicone nessa panela. Deixe-a esfriar bem antes de lavar, porque mudanças bruscas de temperatura causam rachaduras no esmalte. Para evitar que fique amarelada, limpe com pano úmido em álcool.

4. Vidro

– Vantagens: Ideal para frituras, é fácil de limpar e não contamina os alimentos com resíduos químicos. 

– Desvantagens: Quebra com facilidade. Como esquenta mais rápido do que os outros materiais, também pode queimar o alimento. 

– Dica: Para evitar manchas pretas no fundo da panela, nunca leve-a ao fogo sem nada dentro.

– Vantagens: Durável, sem cheiro, não muda o sabor da comida. Boa para fazer vários pratos (arroz, feijão, carnes), é especialmente útil no preparo de pratos demorados, como feijoada. 

Dicas para conservar as panelas

Foto: Pedro Rubens / Divulgação / Sergio Giannotti

1. Antiaderente

– Vantagens: O revestimento não gruda, é fácil de limpar e não passa para a comida. 

– Desvantagens: Há indícios ainda não comprovados de que os riscos na película antiaderente liberam uma substância na comida que poderia causar câncer. 

– Dicas: Mexa os alimentos com colher de pau, plástico ou silicone. Na hora de lavar, evite a esponja de aço.

2. Alumínio

– Vantagens: Leve e barata, distribui bem o calor. 

– Desvantagem: Usado em excesso, o alumínio pode trazer danos à saúde, como cólicas abdominais e queda de cabelo. 

– Dicas: Mexa os alimentos com utensílios de pau, plástico ou silicone. Evite preparar molho de tomate nessa panela porque a acidez do alimento reage com o alumínio da panela. Use esponja macia para lavar.

3. Inox

– Vantagens: É durável, cozinha os alimentos por igual e não gruda no fundo. 

– Desvantagens: O aço inoxidável pode causar alergias, dores de cabeça, estomatite, gengivite, insônia e náuseas. 

– Dicas: No primeiro uso, ferva a água três vezes seguidas, para eliminar o excesso de níquel. Não reutilize essa água. Evite manchas enxugando a panela logo após lavá-la.

4. Cobre

– Vantagens: O material aquece rapidamente e acelera o cozimento. 

– Desvantagens: O metal passa com facilidade para qualquer alimento. O uso contínuo pode provocar dores nas juntas. 

– Dica: Prefira as revestidas com material antiaderente, inox ou titânio, que barram a transferência do cobre para a comida.