Dourado na decoração da casa

Aposte no dourado e encha a casa de pureza e riqueza

Como usar dourado na decoração da casa

Criadores de diferentes épocas – do pintor austríaco Gustav Klimt (1862-1918) aos designers brasileiros Fernando e Humberto Campana – tiram partido da riqueza do dourado. “O tom ilumina as pessoas e o que está à volta delas também”, considera o estilista Eduardo Suppes, para quem a associação ao luxo é inevitável.

Outro jeito mais natural de trazer para a casa o que a cor do ouro tem de bom está em peças feitas de capim-dourado. De rara beleza, essa planta encontrada no Jalapão, no estado de Tocantins, se transforma em maravilhas pelas mãos hábeis dos artesãos de lá.  

Ao mesmo tempo sofisticado e alegre, o dourado representa, na alquimia e na arte, o divino que mora dentro de nós. Sua face luminosa reflete pureza e inteireza.  Tradução da pureza do espírito universal, o dourado é alegre porque funde a sociabilidade do laranja e a sinceridade do amarelo.  “Ele ajuda a dar confiança”, opina a consultora de psicodinâmica das cores Patrícia Duat Garcia.

Basta observar sua luz para entender a representação de tudo o que é ardente, solar, divino, suntuoso – e, por isso mesmo, povoa nosso imaginário. Quem nunca ouviu falar da galinha dos ovos de ouro ou do pote de ouro no fim do arco-íris?